9 coisas que você ganha quando para de fumar

parar de fumar

Existem dois métodos que podem ser utilizados por quem decide parar de fumar, de acordo com o Ministério da Saúde. Um deles é a parada imediata, onde o fumante para totalmente de fumar a partir de determinado dia. O segundo método consiste na parada gradual, na qual duas práticas podem ser adotadas: redução do número de cigarros fumados ou o retardamento da hora na qual se fuma o primeiro cigarro do dia.

Se você deseja diminuir o cigarro aos poucos, tem alguns exemplos de como fazê-lo aqui. Para quem prefere parar de supetão, a dica é escolher uma data para largar o cigarro de vez.

Seja qual for a sua escolha, que tal aproveitar o 31 de maio, o Dia Mundial Sem Tabaco, para iniciar a luta contra o cigarro? Os benefícios de parar de fumar podem ser maiores do que você imagina. Confira a listinha com alguns deles e veja que logo ao abandonar o cigarro, e também a longo prazo, você só tem a ganhar! Continuar lendo

9 coisas que você precisa saber sobre Hipertensão Arterial

hipertensão arterial

O 26 de abril, Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, chama a atenção para uma doença silenciosa e de consequências perigosas quando não tratada.

Só para você ter uma ideia, o Ministério da Saúde aponta que atualmente mais de 30 milhões de brasileiros são hipertensos, e estima-se que 50% dessas pessoas não sabem que têm pressão alta.

Aproveite a data para saber mais sobre a doença e compartilhar informações com amigos e familiares. Embora não tenha cura, a Hipertensão Arterial pode ser controlada e o tratamento contínuo pode evitar infartos, derrames e outras graves problemas decorrentes da enfermidade. Continuar lendo

SEU CORPO DÁ RECADOS SOBRE A SUA SAÚDE. ESCUTE

Você escuta os recados que o seu corpo dá? Aquele cansaço, por exemplo, que insiste em não sumir. Aquela dor de cabeça recorrente… E a falta de ar ao subir escadas? Já pensou no que esses sinais querem dizer?

Cuidar da saúde é também prestar atenção àquilo que é manifestado pelo nosso corpinho. Na maioria das vezes, ele está apenas pedindo para você adotar hábitos mais saudáveis, como se alimentar melhor e praticar atividades físicas. Quem sabe não está na hora de escutá-lo?
Confira alguns recadinhos do corpo fáceis de perceber, e saiba como atendê-los.

1. Seu peso aumentou repentinamente
Será que você não anda descontando na comida? Perceba se não há algo que está lhe deixando ansiosa, e que acabou refletindo nos seus hábitos alimentares. Se nada de diferente aconteceu, pode ser hora de conferir se está tudo certo com os seus hormônios, e aí é importante consultar um médico.

2. Surgiram pintinhas na pele
Tá na hora de visitar o dermatologista. Sinais na pele podem ser algo mais sério. E, principalmente, quem tem a pele muito clara deve sempre protegê-la do sol. Faça check-ups regularmente se você é daquelas pessoas cheias de sinais e se aparecerem novas marquinhas. Ah, e não se esqueça do protetor solar!

3. Faltou fôlego para uma tarefa simples
Normalmente, conforme os médicos explicam, as pessoas que não praticam atividades físicas costumam se queixar com frequência de falta de fôlego para fazer tarefas simples do dia a dia, como subir escadas. Isso acontece porque quando não exercitamos o corpo, não estimulamos sistemas como o pulmonar e o cardíaco, e, portanto não os desenvolvemos para que forneçam mais oxigênio para os músculos, que por sua vez geram força, potência e resistência para as atividades rotineiras. Assim, se o seu preparo físico não andar lá essas coisas, adicione mais exercícios à sua rotina. Por que não substituir uma parte do trajeto diário que você faz de carro ou ônibus por caminhadas a pé? Levar o pet para passear também é uma bela opção. E claro… deixe o elevador de lado um pouquinho e aposte em alguns lances de escada. Agora, se você passou a ter falta de ar sem motivo aparente, é bom investigar! Não descuide da sua saúde.

4. Você anda sem energia
Algumas doenças como anemia, diabetes e hipotireoidismo podem causar um cansaço além do normal. Se você desconfia de que algo está errado, não hesite em procurar um médico. Entretanto, alguns hábitos saudáveis ajudam qualquer pessoa a conquistar mais energia para as tarefas diárias. Dormir bem, e na quantidade de horas adequada para o seu organismo, é uma delas. Ter uma alimentação balanceada, comendo frutas, grãos e verduras dos mais variados tipos, também é superimportante. E não dá pra se esquecer dos exercícios físicos, né, superindicados para quem procurar ter mais disposição na vida! Faça pequenos ajustes nos seus hábitos e mande o cansaço para o espaço!

SAIBA COMO ADMINISTRAR REMÉDIOS COM SEGURANÇA NAS CRIANÇAS

Dá dó ver os pequenos doentinhos, não é mesmo? Além de todo o amor e carinho que podemos dar nesse momento, administrar o medicamento com segurança é superimportante para que eles recuperem rapidinho a saúde. Pensando nisso, a Farmácias Associadas e o laboratório Eurofarma criaram a cartilha Medicamento não é brinquedo para tornar a hora do remédio mais segura pros seus filhotes.

A cartilha pode ser encontrada em todas as lojas da Farmácias Associadas durante o mês de outubro. Veja as dicas:

1. MEDICAMENTO NÃO É DOCE, NEM COMIDA
Nunca diga a crianças que medicamento é doce, que faz crescer ou ficar forte. Isso pode induzir a criança a querer usar medicamentos e, com isso, ocasionar acidentes e intoxicações. Não brigue com a criança que se recusa a tomar um medicamento por seu gosto amargo. Insista com carinho e parabenize-a depois de tomar, comemorando o belo trabalho em equipe de vocês.

2. SOMENTE DÊ MEDICAMENTOS LÍQUIDOS SE O BEBÊ ESTIVER NO COLO
Sempre dê medicamentos líquidos para bebês no colo para evitar afogamentos. Nunca coloque medicamentos na mamadeira, pois estes podem perder seu efeito por causa do leite, sucos e refrigerantes e porque o medicamento pode ficar aderido na mamadeira. As crianças podem aprender a engolir comprimidos a partir dos 5 anos, mas, geralmente, irão dominar a técnica quando estiverem com 7 ou 8 anos. Por isso, os medicamentos para crianças em sua maioria são formas líquidas.

3. SEMPRE QUE DER MEDICAMENTO TEM QUE USAR COPINHO, COLHER OU SERINGA PARA SABER A DOSE CERTA
Ao administrar medicamentos em crianças, sempre use colheres, copos e seringas medidoras para assegurar a dosagem correta e segura. A utilização da dosagem e a duração do tratamento com medicamentos só podem ser usados de acordo com a receita. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

4. COLOQUE NOME NOS MEDICAMENTOS DA CRIANÇA E DOS IRMÃOS PARA NÃO SE CONFUNDIR
Caso tenha mais de um filho em tratamento, coloque nomes nos rótulos dos medicamentos para evitar erros. Sempre suga corretamente a dosagem da receita. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

5. NÃO SE ESQUEÇA DE VER A DATA DE VENCIMENTO DOS MEDICAMENTOS
Antes de dar medicamento para as crianças, verifique sempre sua validade.

6. MEDICAMENTO NÃO É BRINQUEDO. SÓ ADULTO PODE TOCAR
Os medicamentos devem ficar trancados, fora do alcance das crianças, em local seco, fresco e ao abrigo da luz. Cerca de 60% das intoxicações por medicamentos ocorrem na faixa etária entre 0 e 12 anos. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

7. MEDICAMENTO DE ADULTO É SÓ PARA ADULTO. NUNCA PARA CRIANÇA
Nunca dê medicamentos de adultos para crianças. Mesmo que seja a metade da dose, não há garantia de que seja segura. Eles não são adultos pequenos. Não utilize medicamentos indicados por outras pessoas em crianças. A utilização, a dosagem e a duração do tratamento variam de pessoa para pessoa e estão descritos na receita. A medicação inadequada pode causar danos à saúde da criança. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

8. FALE COM O FARMACEUTICO PARA SABER A DOSAGEM CERTA DO MEDICAMENTO
Sempre siga as orientações de dosagem e a maneira correta de administrar o medicamento que constam na receita. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

9. MAMÃE, SE ESTIVER AMAMENTANDO, SÓ PODE USAR MEDICAMENTOS COM ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO
Se estiver amamentando, não faça uso de medicamentos ou chás sem orientação farmacêutica, pois pode ser prejudicial ao seu bebê.

10. PEÇA PARA O FARMACÊUTICO COLOCAR ETIQUETAS COM OS HORÁRIOS DOS MEDICAMENTOS E O TEMPO DO TRATAMENTO
A administração de medicamentos, inclusive antibióticos, na hora certa, é indispensável para a cura. Siga o tratamento corretamente e não o interrompa antes do prazo, pois isso pode contribuir para o aparecimento de resistência bacteriana (quando o antibiótico não faz mais efeito). Ao terminar o tratamento com o antibiótico líquido, não guarde sobras. Deposite-as em locais especiais de coleta de medicamentos e nunca no lixo comum, ralos ou vaso sanitário, para não poluir o meio ambiente e causar danos à saúde.

*Informações da cartilha Medicamento não é brinquedo, da Farmácias Associadas e laboratório Eurofarma.

BEM INFORMADA NO COMBATE AO CÂNCER DE MAMA

Rosa é uma cor linda, ainda mais quando é usada para lembrar uma causa tão importante: a luta contra o câncer de mama. Em todo o mundo, diversas pessoas, entidades e empresas se unem este mês no movimento Outubro Rosa, buscando conscientizar e orientar a população sobre os fatores de risco e a prevenção da doença. O símbolo da ação é o laço rosa.

Conforme o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), esse é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. A estimativa da instituição é que sejam registrados quase 58 mil novos casos da doença no país em 2016.

Assim, não é incomum surgirem dúvidas em relação ao câncer de mama. Veja algumas informações sobre a doença para ficar bem informada!

1. Nódulos não são o único sintoma do câncer de mama

O aparecimento de nódulo (caroço) no seio ou na axila não é o único sintoma do câncer de mama. O INCA alerta que estes também podem ser sinais da doença: vermelhidão, retração ou pele da mama com aparência semelhante à casca da laranja; alterações no mamilo; e secreção de líquido pelo mamilo. Quando está no estágio inicial, o câncer de mama pode não apresentar sintomas. Por isso, é bem importante realizar os exames indicados pelos médicos, como a mamografia.

2. Praticar atividade física ajuda na prevenção

A prática regular de atividades físicas reduz o risco de desenvolver câncer de mama. É o que indica a Organização Mundial da Saúde (OMS) e estudos realizados sobre o tema, como o produzido pela Universidade da Carolina do Norte, que avaliou voluntárias em idade reprodutiva e também que tinham acabado de passar pela menopausa. A constatação é as mulheres que se exercitavam tiveram uma incidência 6% menor de diagnósticos do tumor maligno em comparação às sedentárias. Conforme o Instituto da Mama do RS, a principal forma de prevenir a doença é manter uma boa qualidade de vida, que inclui alimentação saudável, exercícios regulares, abstenção de bebida alcoólica e controle do peso. A entidade também destaca que a maternidade protege contra esse tumor se a mulher tiver filhos antes dos 35 anos de idade e amamentá-los.

3. Fumar favorece o aparecimento do câncer de mama

Um estudo divulgado em 2014 na revista científica da Sociedade Americana do Câncer apontou que pacientes com menos de 44 anos que fumavam ao menos um maço de cigarro por dia, por 10 anos ou mais, apresentaram um risco 60% maior de desenvolver tumores com receptor hormonal estrogênio positivo (uma forma de câncer de mama que representa aproximadamente 80% dos casos da doença), em relação às mulheres não fumantes.

4. Antitranspirantes não podem causar a doença

Várias pesquisas têm buscado estudar o efeito do alumínio presente em antitranspirantes no organismo. Porém, especialistas afirmam que até o momento não há comprovação científica de que o produto possa originar casos de câncer de mama.

5. Quem menstrua mais cedo tem maior probabilidade de desenvolver a doença

No ciclo menstrual, há o aumento e a redução dos níveis de estrógeno e progesterona (hormônios) na circulação sanguínea. O impacto provocado pela ação repetitiva desses hormônios nos tecidos mamários aumenta o risco de desenvolver câncer de mama. Por esta razão, as mulheres que menstruam mais cedo (e as que têm menopausa tardia) possuem mais chance de ter a doença, pois têm mais ciclos ao longo da vida.

6. Excesso de peso pode causar câncer de mama

Diversas pesquisas relacionam o excesso de peso à doença, como o estudo produzido pela London School of Hygiene and Tropical Medicine, que apontou que pessoas com alto Índice de Massa Corporal (IMC) possuem mais chance de desenvolver câncer de mama pós-menopausa. Isso porque, quanto mais células de gordura tivermos no corpo, maior será o volume de estrógeno – e o desequilíbrio no nível desse hormônio no organismo contribui para a doença. Mais um motivo para apostar nos exercícios físicos 😉

7. O fator hereditário tem relação com a doença

Quem tem casos de câncer de mama na família precisa ter cuidado redobrado. A partir de pesquisas na área, o INCA explica que mulheres que possuem diversos casos de câncer de mama e/ou ao menos um caso de câncer de ovário em parentes consanguíneos, pode ter predisposição a ter a doença. O instituto alerta, entretanto, que a hereditariedade equivale a apenas 5 a 10% do total de casos.

CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DA LECITINA DE SOJA

Você já ouviu falar em lecitina de soja? Ela é extraída da gordura da soja e é bastante conhecida entre os chefs como um emulsificante (produto que tem a função de estabilizar uma emulsão ou espuma, ou modificar a textura das receitas). Mas as suas qualidades superam o uso culinário: a substância também pode trazer diversos benefícios ao organismo.

O motivo para ter a lecitina de soja como aliada está relacionado a sua composição. Ela é rica em fosfolipídios, entre eles a colina, além de conter ácidos graxos poli-insaturados em sua formulação. Essas substâncias são benéficas para a saúde do coração, do cérebro e da pele.

A colina presente na lecitina atua no transporte da gordura, estimulando o organismo a liberá-la. Isso evita a formação de placas de gordura na parede das artérias, reduzindo o risco de problemas cardiovasculares como infarto, derrames e pressão arterial alta.

O efeito da colina é associado, ainda, ao controle do nível do colesterol, combate à obesidade, prevenção de doenças hepáticas (no fígado), e funcionamento do sistema nervoso e do aparelho circulatório. Já os ácidos graxos auxiliam na prevenção do envelhecimento precoce da pele.

A lecitina de soja pode ser encontrada em cápsulas e também em formato granulado.

ÔMEGA 3, UM GRANDE ALIADO

Apesar de ser vista como vilã da alimentação saudável, nem sempre a gordura é prejudicial à saúde. Isso porque existe um tipo de “gordura do bem” que é essencial para o nosso organismo. É a chamada gordura insaturada, rica em vitaminas e ácidos graxos essenciais, responsáveis por manter as paredes das células em condições adequadas de funcionamento. Ela ainda é dividida nas que são monoinsaturadas e nas que são poli-insaturadas (a depender da quantidade de ligações entre átomos de carbono ao longo de suas cadeias químicas).

O ômega 3, por exemplo, é um ácido graxo que faz parte do grupo das gorduras poli-insaturadas. Como não é produzida pelo organismo, essa substância precisa ser inserida na dieta através de alimentos como peixes de águas profundas (salmão, atum e sardinha), vegetais verde-escuros (couve, rúcula e espinafre), sementes (chia, linhaça) e oleaginosas (castanhas e nozes). Além dos alimentos, existem também suplementos que podem auxiliar na complementação de ômega 3 na dieta.

Veja alguns bons motivos para você não descuidar da ingestão de ômega 3!

1. BOM PARA O ORGANISMO
Ele é responsável pela absorção de algumas vitaminas (como A, D e E) e trabalha pelo isolamento térmico do organismo. Além disso, é uma ótima fonte de energia!

2. PREVINE DOENÇAS
É um poderoso antioxidante, o que significa que ele atua na proteção das células e na prevenção de doenças cardiovasculares e inflamatórias. Pesquisas mostraram que esse ácido graxo ainda contribui para reduzir o colesterol e os triglicerídeos e auxilia no crescimento fetal e neural.

3. AJUDA CONTRA A DEPRESSÃO
Estudos indicam que ele também auxilia no combate à depressão e em distúrbios do humor. Isso porque esses problemas estão relacionados a falhas de transmissão de informações para o cérebro, e o ômega 3 melhoraria essas conexões.

4. UM AMIGO DA DIETA
Ele também pode ajudar na balança! Um estudo da Universidade Estadual de Campinas (SP) revelou que a substância é capaz de interromper e reverter o processo inflamatório causado no hipotálamo (região do cérebro que controla a fome e o gasto energético) por dietas ricas em gorduras saturadas.

TREINAMENTO FUNCIONAL, O EXERCÍCIO DA VEZ

Curte atividades físicas criativas e eficientes? Então talvez o treinamento funcional seja o exercício ideal para inserir na sua rotina. Superdinâmico, ele desenvolve condicionamento físico, ajuda na perda de peso, além de aumentar a força, a flexibilidade, o equilíbrio e a coordenação motora.

O QUE É O TREINAMENTO FUNCIONAL?
Os movimentos executados em aula são inspirados em movimentos naturais do corpo humano e trabalham grupos musculares de forma global. Na maioria das vezes, utilizam o peso do próprio corpo. Dentre as atividades mais comuns estão os circuitos e sequências que envolvem giros, saltos e corridas curtas.

MUITOS BENEFÍCIOS
Segundo a personal trainer Kamila Mafra, em entrevista concedida à revista da Farmácias Associadas Nº. 24, este tipo de atividade melhora as funções corporais para que as atividades do cotidiano possam ser realizadas com maior eficácia. E os benefícios incluem a melhora do condicionamento cardiorrespiratório e do tônus muscular. Os exercícios funcionais nos ajudam a aumentar a massa magra e a diminuir o percentual de gordura, nos auxiliando na definição do corpo.

“Os primeiros efeitos observados são a melhora do sono, da circulação, da respiração e do humor. Mas grandes resultados podem ser observados a partir do terceiro mês de prática, pois no início o corpo ainda está em processo de adaptação ao exercício”, garante a personal.

ATIVIDADE MONITORADA
Como em toda atividade física, é preciso respeitar os limites do próprio corpo e contar com uma boa orientação profissional, além de executar as etapas de aquecimento e alongamento para não acabar provocando lesões no corpo.

O alongamento tem especial importância, pois é ele que faz com que os músculos relaxem após a bateria de exercícios. Já o acompanhamento de um profissional confiável garante que não haja sobrecarga, além do que é o professor (ou preparador físico) quem indicará quais os melhores exercícios para a condição física do aluno.

Agora é só começar!

5 DICAS PARA UM DIA A DIA MAIS LEVE

Estresse e ansiedade são problemas cada vez mais comuns. Mas, se nem sempre é possível mudarmos o que acontece a nossa volta e que acaba influenciando na nossa rotina (e no nosso humor), podemos mudar o modo como reagimos aos fatos. Ah… e como podemos!
Veja algumas maneiras de se fazer isso e conquistar mais leveza no dia a dia.

1. CURTA OS MOMENTOS DE LAZER
Não há dúvidas de que qualidade de vida também está (e muito) relacionada aos momentos do dia aos quais dedicamos a atividades de lazer. Ouvir uma música legal, pegar um cineminha, fazer maratona da série de TV favorita, encontrar os amigos, ou mesmo desfrutar da leitura de um bom livro… Tudo isso faz um bem danado!

2. MENTE LEVE
Às vezes é muito fácil se deixar levar por uma enxurrada de pensamentos negativos. Para domar esse tipo de pensamento, respire fundo e pare por alguns instantes. Você vai ver como isso ajuda a manter uma visão mais clara das situações. Treinar a mente para adotar uma postura mais tranquila e positiva diante das situações difíceis é possível!

3. ALIMENTAÇÃO TAMBÉM É ALIDADA
Certos alimentos nos ajudam a manter o bom humor, sabia? O selênio, encontrado em ovos, castanhas e outras oleaginosas, atua contra o estresse. Frutas cítricas dão um fora na fadiga. Atum e salmão têm substâncias que estimulam a produção de serotonina (hormônio da felicidade). Use a alimentação a seu favor!

4. ESTABELEÇA LIMITES
A sobrecarga de atividades é uma das principais causas da ansiedade. Se essa é a situação, vale a pena reavaliar a rotina, aprender a dizer não e a delegar tarefas.

5. PROMOVA PEQUENAS MUDANÇAS
Já pensou em ir dormir mais cedo, ou mesmo trabalhar mais perto de casa? Pequenas mudanças podem ter um grande impacto na redução da ansiedade e do estresse. Experimente!

CONHEÇA OS NUTRIENTES ESSENCIAIS PARA AS MULHERES

Saúde da mulher é coisa séria em todas as idades. E a nossa saúde depende muito das vitaminas e minerais presentes no nosso organismo.

Acontece que, às vezes, mesmo comendo direitinho e de maneira regrada, tentando variar o cardápio ao máximo possível, não conseguimos extrair todos os nutrientes necessários para que o nosso corpo funcione bem. Daí, ficamos cansadas e sem energia… :/

Além disso, dentre tooooodos os nutrientes importantes para qualquer ser humano, ainda existem aqueles que são mais importantes para o corpo das mulheres, como o Ácido Fólico, por exemplo. Conheça alguns deles:

Ácido Fólico
Também conhecido como Vitamina B9, ele é apontado como aliado na prevenção de doenças cardíacas, redução do risco do Alzheimer e no auxilio do tratamento de anemias. É fundamental na gravidez, pois previne malformações no feto.

Complexo B (B1, B2, B6, B5, B12, B3)
É importante para a saúde de tecidos internos e externos, e fornece tonicidade muscular ao aparelho gastrintestinal. Atua no sistema digestivo, ajudando a regular o metabolismo.

Vitamina A
Fundamental para a visão, pois é componente do pigmento da retina. Por isso também é chamada de retinol. Ela ainda é necessária para o desenvolvimento do esqueleto, nervos e tendões.

Vitamina C
Participa da produção de colágeno, que mantém a pele firme e bonita. Além disso, atua na absorção e transporte do ferro.

Vitamina D
Ossos e dentes precisam muito dessa vitamina, que ajuda a absorção do cálcio. Fundamental para as gestantes.

Ferro
Mulheres precisam consumir mais ferro do que os homens, pois são mais suscetíveis à perda desse mineral, inclusive durante o período da menstruação. É ele que forma a hemoglobina e é superimportante para o sistema imunológico.

Zinco
É responsável por reforçar o sistema de defesa do organismo e melhorar a cicatrização dos ferimentos. Também contribui para unhas, cabelos e pele mais bonitos e saudáveis.

Manganês
Ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, tem ação antioxidante, atua no metabolismo das enzimas e na formação dos hormônios sexuais. Ajuda a reduzir os sintomas da TPM.


Suplementos vitamínicos-minerais podem ser grandes aliados de quem precisa de uma forcinha para obter elementos fundamentais para o funcionamento do corpo. Conheça Revigore Mulher. Sua fórmula não engorda e ajuda você a ter mais energia e disposição no seu dia a dia. À venda na Farmácias Associadas no Rio Grande do Sul.

Revigore Mulher 30 Cápsulas | À venda na Farmácias Associadas em todo o Rio Grande do Sul.ministerio

TCHAU, RETENÇÃO DE LÍQUIDOS!

Pernas, tornozelos ou pés inchados ao final do dia são alguns dos sinais mais comuns de que o nosso corpo está retendo líquidos. Um incômodo que ninguém gosta de ter, não é mesmo? Quem sofre de inchaço sabe que o problema pode acontecer em qualquer época do ano, mas as chances dele se agravar no verão crescem, pois o calor aumenta a vasodilatação das veias.

E POR QUE ESTOU RETENDO LÍQUIDOS?
A retenção hídrica pode ser causada pelos mais diversos fatores: problemas renais, doenças da tireoide, sedentarismo, alimentação com excesso de sódio, o período pré-menstrual e, claro, a grande vilã: a má circulação.

COMO ALIVIAR O INCHAÇO?
Atitudes simples e mudanças no estilo de vida podem fazer um bem danado para quem sofre com a retenção de líquidos. Confira as dicas do Penteadeira:

1. Movimente-se – Exercício físico não é com você? Pois esse pode ser um dos motivos da sua retenção. Movimente-se, transpire! Ativar o sistema cardiovascular é fundamental para a resolução desse e de outros problemas de saúde! Que tal estipular uma frequência semanal para as atividades? Nada melhor para cumprir uma meta do que colocá-la na agenda!

2. Consuma diuréticos naturais – Beber bastante água não só hidrata como regula a temperatura do corpo e ajuda a eliminar as toxinas. Frutas e alguns vegetais também ajudam a aumentar o fluxo urinário. Por isso, inclua mais deles na sua alimentação. Melancia, melão, abacaxi, pera, maçã, limão, pepino… a lista das delícias naturalmente diuréticas é grande.

3. Diminua o refrigerante e bebidas industrializadas – Nem precisa dizer o motivo, né? Esse tipo de bebida traz altas quantidades de sódio, mesmo na versão zero. E não adianta fugir do sal na comida se ele estiver disfarçado em outras coisas. Na dúvida, leia sempre o rótulo. O ideal para quem tem retenção hídrica é mesmo diminuir ou evitar o refrigerante, ou substituí-lo por bebidas naturais.

4. Faça massagens – Da massagem com óleos e cremes feita em casa à drenagem linfática na estética, ativar a circulação ao massagear o corpo ajuda no alívio à retenção, pois aumenta o fluxo sanguíneo e melhora a atividade do sistema linfático.

5. Pernas para o alto! – Elevar as pernas ajuda a diminuir o inchaço. Essa dica simples e antiga é mais do que certeira, pois a ação da gravidade facilita a circulação sanguínea dos membros inferiores. Experimente descansar com as pernas para cima ao final do dia e perceba a diferença.

CHIPS DE VEGETAIS, UM LANCHINHO CROCANTE E NUTRITIVO PARA O CALOR

O clima quente e abafado do verão pede uma alimentação mais leve, mas nem por isso menos saborosa. Uma solução caseira supergostosa e nutritiva para carregar por aí são os chips de vegetais, que servem de lanche tanto para adultos quanto para as crianças.

Assadinhos e bem temperados, os vegetais ganham uma cara nova que pode diversificar a nossa alimentação. E o melhor, de um jeito delicioso. Eles são ideais para levar para a praia, para um piquenique ou mesmo para o trabalho!

A receita base é sempre a mesma: fatie em lâminas bem fininhas os legumes de sua preferência (pode ser cenoura, batata-doce, abobrinha, beterraba, ou outros de consistência firme), seque bem com um papel toalha dos dois lados, tempere com o que desejar (sal, pimenta-do-reino, páprica, etc..) e depois asse no forno. Pronto!

Simples e delicioso, não?

Confira uma receita mega prática e experimente essa delícia!

CHIPS DE BATATA

Ingredientes
– 2 batatas médias (as batatas de sua preferência)
– Azeite de oliva
– Sal a gosto

Modo de preparo
Lave bem as batatas e descasque-as. Corte a batata no sentido vertical para ter chips redondos e bem finos (você pode utilizar um descascador ou faca pequena para tal). Unte uma assadeira com um fio de azeite e disponha os chips lado a lado para que dourem uniformemente. Ajuste o sal e asse por 20 minutos a 180°C em forno preaquecido e, depois, por mais cinco minutos por 200°C.

Fonte: Receitas GNT.