7 benefícios da meditação comprovados cientificamente

benefícios da meditação comprovados

Repousar o corpo e aquietar a mente. De uma maneira objetiva, assim pode ser definida a meditação, uma prática milenar que nos últimos anos ganhou popularidade no Brasil e que inclusive passou a fazer parte das terapias alternativas oferecidas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde.

E se por um lado grande parte da população já ouviu falar algo sobre a meditação, muitos ainda desconhecem o fato de que os seus benefícios são objeto de vários estudos científicos. E sabe qual é a conclusão da maioria das pesquisas? Isso mesmo: a comprovação de que meditar faz bem para a saúde física e mental.

Confira a listinha de benefícios que a prática da meditação pode levar para a sua vida e, se você se empolgar, depois é só dar uma espiada aqui no blog nas dicas para aprender a meditar. 🙂

Continuar lendo

5 apps para cuidar da sua saúde (e um link com outras 10 opções)

apps de saúde

Na correria do cotidiano cada vez é mais difícil focar naquele plano de vida saudável ou mesmo encontrar espaço para as atividades que fazem bem para o corpo e a mente.

É por isso que os chamados aplicativos de saúde, feitos especialmente para smartphones, estão se tornando os queridinhos da vez. E não é para menos: já é possível encontrar apps que ajudam a meditar, a conhecer o ciclo menstrual e muito mais.

Confira a listinha de aplicativos que o Penteadeira selecionou para você e veja como conquistar mais saúde e qualidade de vida com a ajuda do seu celular. 😉

Continuar lendo

QUER APRENDER A MEDITAR? SAIBA COMO COMEÇAR JÁ

Parar uns minutinhos para acalmar a mente e liberá-la de tantos pensamentos que nos sobrecarregam ao longo do dia pode ser mais simples do que você imagina. E também gera muitos benefícios, como conquistar mais foco, relaxamento, calma e bem-estar, domar a ansiedade e a raiva, dormir de forma mais tranquila, e por aí vai…

O princípio da meditação é justamente esse: deixar os pensamentos surgirem sem que você se fixe neles. Assim, você pode se conectar apenas com o momento presente. 🙂

E existem várias técnicas para conseguir isso. Você pode se concentrar somente na sua respiração, pode voltar a atenção para algum som como um mantra (sabe o famoso oúnnnn?!), pode visualizar alguma forma geométrica, pode focar-se na chama de uma vela… São muitas as opções. O importante é deixar os pensamentos sumirem do mesmo modo como eles aparecem, sem se envolver com eles.

Claro que no inicio a tentação de viajar nos pensamentos é grande. Mas nada que não possa ser treinado e melhorado ao longo do tempo. E olha, vale a pena fazer esse esforcinho, hein. 🙂

Para facilitar a sua vida e eliminar as desculpas para você começar a meditar, separamos algumas dicas que vão fazer a sua prática ser muito mais prazerosa.
Vamos lá?

1. Escolha um local tranquilo
Dá pra meditar em qualquer lugar, até na fila do banco. 😛 Mas para quem está começando, um local tranquilo facilita bastante a prática. Busque um espaço livre de interferências sonoras.

2. Encontre uma posição confortável
A posição do corpo é bem importante. Manter a coluna ereta diminuiu a chance de você cair no sono (sim, isso pode acontecer!). Por isso, o ideal é sentar-se em uma cadeira confortável e com encosto, tocando os pés no chão. Se você preferir se sentar no próprio chão, considere apoiar as costas na parede até pegar o jeito.

3. Faça no horário que for mais conveniente para você
O importante aqui é criar o hábito. Pode ser ao acordar, ao chegar em casa, antes de dormir… não importa.

4. Faça no seu tempo
Comece devagar. Com dois minutinhos já dá pra sentir uma bela diferença no bem-estar. Ative o timer do celular para não ficar ansiosa para terminar logo. Ele vai lhe avisar quando o exercício acabar. E vá aumentando o tempo conforme for adquirindo mais prática.

5. E saiba que as dificuldades aparecerão… e isso é normal!
Nossa mente trabalha à revelia da nossa vontade, isso é fato. Logo, não temos controle sobre os nossos pensamentos. O segredo está, de novo, na base da meditação: deixar os pensamentos fluírem, aparecendo e desaparecendo sem que dediquemos atenção a eles. Não se cobre tanto. Se você se distrair, apenas volte a atenção novamente para a prática.