Dia dos Namorados: 9 situações que todo casal reconhece

Farmácias Associadas aproveitou a proximidade do Dia dos Namorados para lembrar daqueles gestos de amor que, embora pareçam atitudes simples, representam todo o cuidado e companheirismo que se tem com a pessoa amada. Afinal, amor significa, antes de tudo, parceria.

E para celebrar o companheirismo dos namorados, além das ilustrações na nossa fan page, também preparamos uma listinha de situações que representam de forma divertida um pouquinho do cotidiano da maioria dos casais. Confira quais são elas e aproveite a data para ficar pertinho de quem você mais ama. ❤

Continuar lendo

Cara lavada? Saiba como conquistar um look natural com a ajuda de uma paleta de sombras

Quem não adora aquele efeito de “acordei assim”, diva, conquistado com a ajudinha de uma make lindona, mas que dá a impressão de se estar de cara lavada? A maquiagem tendência desta estação é exatamente assim: tomada por um brilho natural, cheia de partículas douradas e cintilantes, mas sem deixar de ser discreta e perfeita para o dia.

Essa pegada naked está mega em alta e é superfácil de fazer. Quer aprender como? Se liga nas dicas do Penteadeira! Continuar lendo

Sem derreter no verão: saiba por que apostar em bases de efeito matte para driblar a oleosidade

Poros dilatados, brilho em excesso, tendência à acne. Quem tem a pele oleosa conhece bem esses probleminhas e tenta de toda a forma controlá-los, especialmente no verão por conta das altas temperaturas que aceleram a produção das glândulas sebáceas. Porém, alguns cuidados básicos no dia a dia e o uso dos produtos certos de beleza certamente nos ajudam! Continuar lendo

COMO VIVER BEM COM DIABETES

A diabetes é uma doença crônica que afeta mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo segundo dados de 2016 da Organização Mundial da Saúde. No Brasil, 7,4% da população adulta sofre com a doença, conforme o Ministério da Saúde.

A elevação dos níveis de açúcar no sangue provocada pela doença é bastante perigosa, pois pode causar cegueira, insuficiência renal, obstrução de artérias, dificuldades de cicatrização e maior risco de doenças cardiovasculares.

Porém, a diabetes é completamente controlável com acompanhamento médico e a adoção de hábitos saudáveis. Veja algum deles.

1. ALIMENTAÇÃO

– É importante não pular as refeições, respeitando o café da manhã, almoço e jantar, além de dois lanches por dia. Isso mantém a glicemia do sangue estável e sem picos.

– Dar preferência a alimentos ricos em fibras como legumes, verduras e algumas frutas como a banana. São as fibras que ajudam a glicose a ser liberada mais devagar na circulação. Por isso, o diabético precisa comer diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições.

– O mesmo vale para o consumo de alimentos nas versões integrais. São ricos em fibras e ajudam no controle da glicemia.

Carboidratos complexos são digeridos e absorvidos lentamente pelo organismo, liberando a glicose em pequenas doses. Isso é benéfico para o diabético, que não terá picos de índice glicêmico quando ingerir esses nutrientes. Neste sentido, comer arroz, pão, batata e massa é melhor do que ingerir mel, xarope de milho e açúcares (doces).

– Ler o rótulo e verificar a tabela nutricional e a lista de ingredientes de qualquer alimento é superimportante para o diabético. Isso porque, assim, pode-se optar por produtos com menores quantidades de sódio, gordura e açúcares.

2. EXERCÍCIOS FÍSICOS

– O sobrepeso e a obesidade influenciam diretamente na produção de insulina do corpo. Por isso, controlar o peso é fundamental para o diabético. Os especialistas recomendam a prática de pelo menos 30 minutos diários de atividades físicas. Pode ser uma corrida, andar de bicicleta, ou o que for mais prazeroso para a pessoa.

– Antes de iniciar o exercício escolhido e ao final da atividade física é preciso fazer a medição da glicemia de acordo com as indicações do médico.

– Carregar uma balinha no bolso da roupa ajuda em caso de hipoglicemia após o exercício físico. 😉

3. CUIDADOS PESSOAIS

– Fazer a higiene bucal após cada refeição é fundamental. Isso porque o sangue com alta concentração de glicose é mais propício ao desenvolvimento de bactérias. Ir ao dentista uma vez a cada seis meses também é recomendado.

Check-up com o oftalmologista é indicado uma vez ao ano para descartar problemas de visão. Afinal, pessoas com diabetes têm maior fragilidade nas córneas e maior predisposição à catarata.

– É muito importe fazer as avaliações necessárias relacionadas à doença com periodicidade. Por isso, não dá para pular a visita ao médico.

– Por último, prestar atenção a qualquer lesão no corpo deve virar rotina, dando atenção especial aos pés e aos joelhos. Como a doença afeta a microcirculação, deve-se estar sempre atento à saúde dos membros inferiores. Evitar saunas e escalda-pés também é recomendado por esse motivo.

APRENDA A FAZER: DEPILAÇÃO EM CASA

Fazer a própria depilação em casa é uma ótima maneira de economizar e manter os cuidados de beleza em dia. Com um pouco de prática e atenção ao passo-a-passo correto, não tem erro. Dá até para fazer a remoção dos pelos com cera quente quase como uma profissional. Confira as nossas dicas.

Leia Mais:
CONHEÇA 5 VANTAGENS DA DEPILAÇÃO COM CERA QUENTE

1. Preparando a pele
Antes de se depilar, é muito importante que a pele esteja limpinha e sem resíduos de cremes ou óleos corporais. Tome um banho morno antes de começar, pois a água aquecida também ajudará a abrir os poros.

Uma esfoliação na área a ser depilada é indicada até 3 dias antes do procedimento para evitar que os pelos encravem e para não irritar a pele.

2. Puxe no sentido correto
Lembre-se sempre de passar a cera no sentido de crescimento dos pelos e de puxar no sentido contrário. Isso facilita a remoção dos pelos e diminui a dor. Para não machucar a pele, faça o movimento rápido e com firmeza.

Outra dica é começar a depilação de fora para dentro e de cima para baixo no caso da remoção de pelos na região íntima e virilha.

3. Pequenas áreas por vez
É importante depilar pequenas áreas de cada vez, pois se algo der errado e a cera ficar grudada, dá para removê-la com mais facilidade.

4. Finalize com uma pinça
Os pelos que não saírem devem ser removidos com uma pinça, pois aplicar cera vaaárias vezes no mesmo local pode irritar a pele ou causar lesões.

5. Cuidados pós-depilação
Passar um creme calmante, óleos ou cremes hidratantes ajudam a acalmar a pele e a conter a vermelhidão. Evite apenas produtos muito perfumados para não causar irritação. Procure também não tomar sol ou nadar por pelo menos 24 horas após a depilação para não provocar manchas na cútis. Usar protetor solar é uma boa forma de preveni-las também.

APRENDA A FAZER: ESFOLIAÇÃO CASEIRA

Este mês você já aprendeu aqui no Penteadeira alguns exercícios físicos para malhar em casa e como fazer as próprias unhas. Agora, damos algumas dicas para que a sua esfoliação caseira seja um sucesso e não agrida a sua pele. Vamos lá?

Por que esfoliar?
A esfoliação elimina as células mortas, deixando a pele macia e viçosa. Ela ainda ativa a circulação, ajuda a eliminar manchas e escamações, e facilita a hidratação. Por isso, o indicado é esfoliar a pele do corpo uma vez a cada 15 dias, e do rosto semanalmente. Mas lembre-se, cuidado redobrado com a face, usando apenas produtos específicos para essa finalidade. Já no corpo é possível apostar em receitinhas caseiras muito fáceis de fazer em casa.

De amiga para amiga
Certifique-se de estar com a pele limpa antes de iniciar a esfoliação. Isso vai ajudar, e muito, no processo de renovação celular da cútis. 😉

 

Como fazer?
Escolha um ingrediente abrasivo como o açúcar cristal ou o mascavo, e misture com um ingrediente emoliente como o seu hidratante de uso diário, óleo vegetal, ou ainda frutas como mamão ou abacate. Para peles mais sensíveis, o procedimento pode ser feito apenas com mel e flocos de aveia.

Passe a mistura no corpo fazendo movimentos circulares e suaves. Nunca force demais para não lesionar a pele. Após realizar o processo, enxague o corpo em abundância em um banho relaxante.

Pronto. É ou não é muito fácil de fazer? Apenas tome cuidado para não sensibilizar a pele com muito esfrega-esfrega. E a qualquer sinal de irritação ou alergia, suspenda imediatamente o uso da sua misturinha esfoliante. Na dúvida, consulte sempre o seu dermatologista. 😉

APRENDA A FAZER: EXERCÍCIOS EM CASA

Nossa segunda dica da série de coisas que você pode fazer por conta própria para economizar um pouco no fim de ano é praticar exercícios em casa.

Seja na sala, no quarto, com a ajuda de aplicativo para celular ou só com uma musiquinha de fundo, é possível fazer vários tipos de movimentos supersimples. Mas lembre-se: se sentir algum desconforto, não faça o exercício para não prejudicar a sua saúde e consulte antes um médico.


1. Abdominal

Deitada no chão, coloque as mãos sob os glúteos e mantenha as pernas elevadas e unidas. Contraia o abdômen e desça as pernas bem devagar sem tirar a região lombar do chão (um colchonete pode amaciar o exercício 😉 ). Depois, suba as pernas até a posição inicial. Repita o movimento de 10 a 15 vezes em duas ou três séries, descansando um pouco no intervalo.

2
2. Prancha
Apoie todo o antebraço no chão e mantenha a posição de prancha de 10 a 15 segundos. Não se esqueça de respirar durante a execução do movimento. Este é um exercício para o corpo todo, mas dá ênfase na musculatura da parte superior e na barriga. Faça um intervalo de 30 a 45 segundo entre as séries.

3
3. Quatro apoios
Para malhar as coxas e os glúteos, apoie seus joelhos e cotovelos no chão ou em um colchonete. Os cotovelos devem ficar alinhados com os ombros e os quadris. Levante uma das pernas sem esticá-la, e faça movimentos de subida e descida. Para você proteger a coluna e não sofrer lesões, lembre-se de que a força para levantar a perna deve vir dos quadris. Faça duas séries com 15 repetições.

4
4. Panturrilha
Pare na frente de uma parede e apoie as mãos para não perder o equilíbrio. Erga o corpo, ficando nas pontinha dos pés, e depois desça movimentando os calcanhares. Faça três séries com 10 repetições cada.

5
5. Pular corda (aeróbico)
Uma opção à bicicleta e à esteira é a boa e velha corda que, além e ser uma atividade aeróbia fácil de fazer em casa, é um movimento muito bom para treinar a coordenação. E você não precisa de muito espaço para praticar. O importante durante os saltos é manter o abdômen contraído e os braços firmes para amortecer a queda. Os iniciantes podem começar a pular corda durante 15 minutos em dias alternados.

Imagens: Pinterest.