SAIBA COMO ADMINISTRAR REMÉDIOS COM SEGURANÇA NAS CRIANÇAS

Dá dó ver os pequenos doentinhos, não é mesmo? Além de todo o amor e carinho que podemos dar nesse momento, administrar o medicamento com segurança é superimportante para que eles recuperem rapidinho a saúde. Pensando nisso, a Farmácias Associadas e o laboratório Eurofarma criaram a cartilha Medicamento não é brinquedo para tornar a hora do remédio mais segura pros seus filhotes.

A cartilha pode ser encontrada em todas as lojas da Farmácias Associadas durante o mês de outubro. Veja as dicas:

1. MEDICAMENTO NÃO É DOCE, NEM COMIDA
Nunca diga a crianças que medicamento é doce, que faz crescer ou ficar forte. Isso pode induzir a criança a querer usar medicamentos e, com isso, ocasionar acidentes e intoxicações. Não brigue com a criança que se recusa a tomar um medicamento por seu gosto amargo. Insista com carinho e parabenize-a depois de tomar, comemorando o belo trabalho em equipe de vocês.

2. SOMENTE DÊ MEDICAMENTOS LÍQUIDOS SE O BEBÊ ESTIVER NO COLO
Sempre dê medicamentos líquidos para bebês no colo para evitar afogamentos. Nunca coloque medicamentos na mamadeira, pois estes podem perder seu efeito por causa do leite, sucos e refrigerantes e porque o medicamento pode ficar aderido na mamadeira. As crianças podem aprender a engolir comprimidos a partir dos 5 anos, mas, geralmente, irão dominar a técnica quando estiverem com 7 ou 8 anos. Por isso, os medicamentos para crianças em sua maioria são formas líquidas.

3. SEMPRE QUE DER MEDICAMENTO TEM QUE USAR COPINHO, COLHER OU SERINGA PARA SABER A DOSE CERTA
Ao administrar medicamentos em crianças, sempre use colheres, copos e seringas medidoras para assegurar a dosagem correta e segura. A utilização da dosagem e a duração do tratamento com medicamentos só podem ser usados de acordo com a receita. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

4. COLOQUE NOME NOS MEDICAMENTOS DA CRIANÇA E DOS IRMÃOS PARA NÃO SE CONFUNDIR
Caso tenha mais de um filho em tratamento, coloque nomes nos rótulos dos medicamentos para evitar erros. Sempre suga corretamente a dosagem da receita. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

5. NÃO SE ESQUEÇA DE VER A DATA DE VENCIMENTO DOS MEDICAMENTOS
Antes de dar medicamento para as crianças, verifique sempre sua validade.

6. MEDICAMENTO NÃO É BRINQUEDO. SÓ ADULTO PODE TOCAR
Os medicamentos devem ficar trancados, fora do alcance das crianças, em local seco, fresco e ao abrigo da luz. Cerca de 60% das intoxicações por medicamentos ocorrem na faixa etária entre 0 e 12 anos. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

7. MEDICAMENTO DE ADULTO É SÓ PARA ADULTO. NUNCA PARA CRIANÇA
Nunca dê medicamentos de adultos para crianças. Mesmo que seja a metade da dose, não há garantia de que seja segura. Eles não são adultos pequenos. Não utilize medicamentos indicados por outras pessoas em crianças. A utilização, a dosagem e a duração do tratamento variam de pessoa para pessoa e estão descritos na receita. A medicação inadequada pode causar danos à saúde da criança. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

8. FALE COM O FARMACEUTICO PARA SABER A DOSAGEM CERTA DO MEDICAMENTO
Sempre siga as orientações de dosagem e a maneira correta de administrar o medicamento que constam na receita. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico na Farmácias Associadas mais próxima.

9. MAMÃE, SE ESTIVER AMAMENTANDO, SÓ PODE USAR MEDICAMENTOS COM ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO
Se estiver amamentando, não faça uso de medicamentos ou chás sem orientação farmacêutica, pois pode ser prejudicial ao seu bebê.

10. PEÇA PARA O FARMACÊUTICO COLOCAR ETIQUETAS COM OS HORÁRIOS DOS MEDICAMENTOS E O TEMPO DO TRATAMENTO
A administração de medicamentos, inclusive antibióticos, na hora certa, é indispensável para a cura. Siga o tratamento corretamente e não o interrompa antes do prazo, pois isso pode contribuir para o aparecimento de resistência bacteriana (quando o antibiótico não faz mais efeito). Ao terminar o tratamento com o antibiótico líquido, não guarde sobras. Deposite-as em locais especiais de coleta de medicamentos e nunca no lixo comum, ralos ou vaso sanitário, para não poluir o meio ambiente e causar danos à saúde.

*Informações da cartilha Medicamento não é brinquedo, da Farmácias Associadas e laboratório Eurofarma.

BEM INFORMADA NO COMBATE AO CÂNCER DE MAMA

Rosa é uma cor linda, ainda mais quando é usada para lembrar uma causa tão importante: a luta contra o câncer de mama. Em todo o mundo, diversas pessoas, entidades e empresas se unem este mês no movimento Outubro Rosa, buscando conscientizar e orientar a população sobre os fatores de risco e a prevenção da doença. O símbolo da ação é o laço rosa.

Conforme o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), esse é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. A estimativa da instituição é que sejam registrados quase 58 mil novos casos da doença no país em 2016.

Assim, não é incomum surgirem dúvidas em relação ao câncer de mama. Veja algumas informações sobre a doença para ficar bem informada!

1. Nódulos não são o único sintoma do câncer de mama

O aparecimento de nódulo (caroço) no seio ou na axila não é o único sintoma do câncer de mama. O INCA alerta que estes também podem ser sinais da doença: vermelhidão, retração ou pele da mama com aparência semelhante à casca da laranja; alterações no mamilo; e secreção de líquido pelo mamilo. Quando está no estágio inicial, o câncer de mama pode não apresentar sintomas. Por isso, é bem importante realizar os exames indicados pelos médicos, como a mamografia.

2. Praticar atividade física ajuda na prevenção

A prática regular de atividades físicas reduz o risco de desenvolver câncer de mama. É o que indica a Organização Mundial da Saúde (OMS) e estudos realizados sobre o tema, como o produzido pela Universidade da Carolina do Norte, que avaliou voluntárias em idade reprodutiva e também que tinham acabado de passar pela menopausa. A constatação é as mulheres que se exercitavam tiveram uma incidência 6% menor de diagnósticos do tumor maligno em comparação às sedentárias. Conforme o Instituto da Mama do RS, a principal forma de prevenir a doença é manter uma boa qualidade de vida, que inclui alimentação saudável, exercícios regulares, abstenção de bebida alcoólica e controle do peso. A entidade também destaca que a maternidade protege contra esse tumor se a mulher tiver filhos antes dos 35 anos de idade e amamentá-los.

3. Fumar favorece o aparecimento do câncer de mama

Um estudo divulgado em 2014 na revista científica da Sociedade Americana do Câncer apontou que pacientes com menos de 44 anos que fumavam ao menos um maço de cigarro por dia, por 10 anos ou mais, apresentaram um risco 60% maior de desenvolver tumores com receptor hormonal estrogênio positivo (uma forma de câncer de mama que representa aproximadamente 80% dos casos da doença), em relação às mulheres não fumantes.

4. Antitranspirantes não podem causar a doença

Várias pesquisas têm buscado estudar o efeito do alumínio presente em antitranspirantes no organismo. Porém, especialistas afirmam que até o momento não há comprovação científica de que o produto possa originar casos de câncer de mama.

5. Quem menstrua mais cedo tem maior probabilidade de desenvolver a doença

No ciclo menstrual, há o aumento e a redução dos níveis de estrógeno e progesterona (hormônios) na circulação sanguínea. O impacto provocado pela ação repetitiva desses hormônios nos tecidos mamários aumenta o risco de desenvolver câncer de mama. Por esta razão, as mulheres que menstruam mais cedo (e as que têm menopausa tardia) possuem mais chance de ter a doença, pois têm mais ciclos ao longo da vida.

6. Excesso de peso pode causar câncer de mama

Diversas pesquisas relacionam o excesso de peso à doença, como o estudo produzido pela London School of Hygiene and Tropical Medicine, que apontou que pessoas com alto Índice de Massa Corporal (IMC) possuem mais chance de desenvolver câncer de mama pós-menopausa. Isso porque, quanto mais células de gordura tivermos no corpo, maior será o volume de estrógeno – e o desequilíbrio no nível desse hormônio no organismo contribui para a doença. Mais um motivo para apostar nos exercícios físicos 😉

7. O fator hereditário tem relação com a doença

Quem tem casos de câncer de mama na família precisa ter cuidado redobrado. A partir de pesquisas na área, o INCA explica que mulheres que possuem diversos casos de câncer de mama e/ou ao menos um caso de câncer de ovário em parentes consanguíneos, pode ter predisposição a ter a doença. O instituto alerta, entretanto, que a hereditariedade equivale a apenas 5 a 10% do total de casos.

SIGA ESTAS DICAS E CONSERVE SEUS ITENS DE MAQUIAGEM POR MAIS TEMPO

Cuidar bem de nossas maquiagens, acessórios e produtos de beleza é superimportante para fazê-los durar mais e também para prevenir problemas de pele, sabia?

Produtos com a validade vencida, por exemplo, perdem a consistência e a eficácia, e ainda podem gerar diversas alergias. O mesmo vale para aqueles pincéis que guardamos sem lavar, ou embalagens deixadas meio abertas…
Mas calma, não precisa entrar em pânico e ficar obcecada com a segurança dos itens de beauté. Com alguns cuidados simples, é possível conservar os nossos queridinhos por mais tempo e ficar em dia com a saúde da pele. Se liga nas nossas dicas:

1. DE OLHO NA VALIDADE
Fique sempre atenta à data de vencimento dos produtos. Assim você previne possíveis problemas na cútis e também o desperdício das makes. Uma sugestão é separar e priorizar o uso daquelas cujo vencimento está próximo.

2. GUARDE COM CARINHO
Para as maquiagens, a indicação é mantê-las longe da umidade (que costuma facilitar a proliferação de fungos e bactérias), e também da luz direta ou do calor excessivo. Por isso, evite deixá-las no carro, e se o lugar delas for no banheiro, devem ser guardadas em armário ou gaveta. Manter os produtos em suas embalagens originais também auxilia na conservação dos mesmos.

3. LIMPE COM FREQUÊNCIA
Aplicadores que acompanham os delineadores, máscaras de cílios e sombras são alguns itens que devem ser higienizados sempre que o produto começar a se acumular. Já os pincéis e esponjas precisam ser lavados mensalmente para evitar o surgimento de bactérias e fungos. Xampu ou detergente neutro e água corrente fazem o serviço. Se você utiliza muito essas ferramentas, o recomendado é lavá-las a cada 10 ou 15 dias. Certifique-se que elas estejam bem secas antes de guardar. Quer uma dica? Use o secador de cabelos em temperatura média ou fria e voilá!

4. EVITE O CONTATO COM O AR
Alguns truques na hora de aplicar a maquiagem podem ajudar a conservá-la por mais tempo. Com a máscara de cílios, por exemplo, a recomendação é fazer um movimento giratório do pincel dentro do frasco antes de tirá-lo da embalagem, impedindo a entrada de ar e o ressecamento do produto. Quando for umedecer ou fazer misturinhas de sombras, utilize outro recipiente. Lembre-se também de sempre fechar bem as embalagens de todos os produtos. Assim, você garante que eles fiquem longe de contaminações!

CUIDADOS DE BELEZA BÁSICOS DURANTE O BANHO

Cuidar da beleza também passa, invariavelmente, pela hora do banho, minutos preciosos do dia em que relaxamos e renovamos as energias. Mas é também durante o banho que podemos cometer vários pequenos deslizes que podem comprometer a ação dos produtos que usamos, ou mesmo prejudicar a pele e os cabelos.

Por isso, destacamos quatro cuidados simples para este momento. Confira, e mantenha-se linda. 🙂

1. Temperatura da água
Banho frio é muito revigorante e uma benção de refrescância nos dias de calor intenso. E ainda melhora a circulação sanguínea! Ô beleza. Mas quando bate aquele friozão, não tem jeito. Um banho morninho tem o seu valor, e o relaxamento muscular que ele provoca, então, nem se fala.
Mas se você gosta de deixar o chuveiro sempre em uma temperatura alta, fique ligada. A água quente tira a oleosidade natural pele, uma proteção muito importante do corpo e que evita o ressecamento. Os contras são ainda maiores para os cabelos. A temperatura elevada da água dilata as escamas dos fios, deixando-os ressecados e opacos. E pior, causa um efeito rebote no couro cabeludo, aumentando a oleosidade.

2. Uso de buchas esfoliantes
Remover as células mortas do corpo de vez em quando é recomendado para a renovação da pele, mas usar buchinhas esfoliantes a toda hora não é nada bom. A fricção irrita a pele e a deixa bastante sensível. Por isso, moderação!

3. Aplicação do xampu
Muita gente aplica o xampu em toda a extensão do cabelo, da raiz às pontas. Mas a verdade é que as pontas já possuem pouca oleosidade naturalmente. Ou seja, o mais indicado é passar o produto de limpeza apenas no couro cabeludo e deixar que a espuma escorra pelo comprimento e pontas para que a sujeira saia sem agredir os fios.

4. Remoção dos resíduos
Outro erro comum no cuidado com os cabelos durante o banho é não retirar 100% dos produtos na lavagem. Isso prejudica não só à aparência dos fios como também a saúde capilar. Já o uso de xampu antirresíduos é recomendado a cada 15 dias, pois se tornam agressivos se usados diariamente. Afinal, eles deixam os fios tão limpinhos e livres de impurezas que acabam levando embora também os nutrientes.

UNHAS FRACAS? SAIBA OS CUIDADOS BÁSICOS PARA DEIXÁ-LAS LINDAS NO INVERNO

Cuidar das unhas para que elas estejam sempre lindas e saudáveis é imprescindível o ano inteiro. Mas com o frio, elas costumam perder umidade, ficando fracas e quebradiças… Além do clima, os banhos mais quentes, o uso de alguns produtos de limpeza e até os removedores de esmalte com acetona podem ser um perigo para a beleza das unhas.

Aposte nas dicas do Penteadeira e evite esse tipo de problema. Veja só:

1. HIDRATAÇÃO
Investir em cremes específicos para as mãos e pés, como a loção de ureia, por exemplo, é uma ótima pedida. Além de nutrir as unhas, a hidratação ajuda a tornar as unhas mais flexíveis e também evita que elas lasquem com frequência. Beber bastante água também ajuda a manter o corpo inteiro hidratado, inclusive as unhas!

Leia mais:
– CONHEÇA O PODER DA UREIA

2. CORES ESCURAS
No esmalte, prefira as cores escuras, que ajudam a fortalecer as unhas. Sugerimos os vermelhos Adriana e Fernanda, e o azul Pamela, da nova coleção da Revitart Make Up. Poderosos!

Outra dica é passar primeiro uma base fortalecedora com substâncias nutritivas e, assim, evitar que as unhas fiquem com aspecto amarelado. E para que não quebrem, passe uma camada extra de esmalte e aposte também no extrabrilho (verniz).

3. DETOX NAS UNHAS
Uma vez por mês, ou a cada 15 dias, faça um detox nas unhas. É supersimples. Inicie polindo, depois hidrate e, por último, finalize com uma esfoliação leve (pode ser até mesmo com um esfoliante para o rosto).

É bom também deixar as unhas sem esmalte por um ou dois dias, eventualmente. Isso reduz tanto o ressecamento quanto o surgimento daquelas de manchinhas na superfície.

4. EVITE PRODUTOS AGRESSIVOS
Na hora de tirar o esmalte velho das unhas, dê preferência para os removedores sem acetona, que são menos agressivos. Não se esqueça, também, de usar luvas de borracha quando for lavar a louça ou fazer a limpeza da casa e, assim, evitar o contato com os produtos que podem estragar a beleza das suas unhas.


 Além dos novos esmaltes da linha da Revitart Make Up, a Farmácias Associadas tem todos os produtos para deixas as suas unhas mais fortes e bonitas. Confira em nossas lojas.

cuidados com as unhas1. Loção de Ureia Revitart Basics 150g | 2. Sabonete Facial Esfoliante Revitart Faces 60g |3. Algodão Hidrófilo 25g Farmácias Associadas | 4. Esmalte Impala Super Brilho 7,5ml | 5. Esmalte Colorama Nutribase Pro-Fortalecimento 8ml | 6. Risqué Removedor de Esmalte Óleo De Orquídea 100ml | Produtos à venda na Farmácias Associadas.

CURTINDO A PRAIA COM O SEU BEBÊ

Levar o filhote pela primeira vez para a praia dá sempre um medinho, né? Será que ele vai gostar? Será que ele vai ficar protegido? Mãe é sempre assim: preocupadíssima. Mas saiba que, segundo os especialistas, a praia tá superliberada a partir dos seis meses de idade, quando a criança já pode usar protetor solar.

Com atenção e carinho, os seus finais de semana em família no litoral podem ser tão prazerosos
quanto os momentos na cidade. Confira as nossas dicas de cuidados com os pequenos, coloque a cadeirinha no carro e já para a praia!

Para proteger do sol – O ideal é curtir com o pimpolho bem cedo pela manhã ou ao final da tarde, horários em que o sol está mais fraco. Toquinhas e chapéus também ajudam a manter o filhote protegido se o passeio se estender, assim como ficar debaixo de guarda-sóis ou tendas. E o principal: não se esqueça do protetor solar! Fórmulas próprias para a pele dos pequenos protegem e ainda divertem a galerinha. O protetor Revitart Solar Kids, por exemplo, tem FPS 50, cheirinho e cor de uva, ajudando os pais a não se esquecerem de nenhum cantinho ao aplicar.

Para proteger do calor – Assaduras e brotoejas podem surgir na pele sensível dos pequenos. Por isso, mantenha a criançada sempre bem fresquinha e protegida, com roupas leves e que não apertem. Nos bebês, aplique pomadas antiassadura nas dobrinhas,e fique sempre de olho na fralda, para trocar quando preciso. Para os grandinhos, ofereça água com frequência. Eles também desidratam! Frutas como lanche também são ótimas opções.

Para manter limpinho – Lenços umedecidos são grandes amigos do bebê na praia (e a toda hora!). Eles podem ser usados tanto para remover areia das mãozinhas quanto na hora de trocar a fralda. Para as crianças que já podem entrar na água (seja acompanhada no mar, seja na piscininha inflável), o ideal é dar uma ducha de água limpa depois e trocar a roupa molhada por uma sequinha, evitando micoses.

Curta muito esse verão ao lado do seu filhote!

Protetor Revitart Solar Kids – Fps 50 | Creme Para Assaduras Revitart Baby 45g |Toalhas Umedecidas Crescendo

PROTEJA SEUS OLHOS COM TRÊS DICAS FUNDAMENTAIS

A temporada de mar e piscina também requer atenção à saúde dos olhos. Afinal, além dos raios solares UVA e UVB captados pela nossa retina, ainda existem as típicas alergias de verão, como a conjuntivite.

A sensibilidade à luz não tem relação com a cor dos olhos (com exceção dos olhos albinos), como muitos pensam. A fotofobia – mais comum nessa época do ano – na verdade está relacionada às células fotossensíveis dos olhos (os cones e bastonetes). Por isso, proteção solar para a visão vale para todos nós!

Confira cuidados básicos para manter seus olhos protegidos nesse verão.

1. Olhos fechados debaixo d’água!
O calor é o elemento ideal para a proliferação de bactérias na água que podem provocar conjuntivite. Some a isso as irritações que podem decorrer do cloro da piscina e você já tem bons motivos para manter os olhos fechados quando for mergulhar.

2. Limpe e lubrifique
Após o tibum no mar ou na piscina, lave o rosto e os olhos com água limpa (e filtrada) ou soro fisiológico (aberto na hora, para evitar contaminação). Isso ajuda a remover as impurezas e os microorganismos suspeitos. Colírios lubrificantes de solução estéril também são boas opções, mas o ideal é que sejam prescritos por um oftalmologista, pois dependendo da composição do produto pode haver restrições quanto ao uso (como quando combinado às lentes de contato, por exemplo).

3. Óculos de sol com filtro UV!
Óculos com lentes castanhas, cinzas e verdes protegem melhor os olhos dos raios solares, enquanto que as amarelas são mais indicadas para a prática de esportes. Os espelhados, super em alta, são mega descolados, mas certifique-se que o seu tem filtro de proteção solar! Lembre-se que lentes escuras de má qualidade podem causar distorções que comprometem a visão e ainda piorar os efeitos dos raios ultravioletas, segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia.

SEM MEDO DA PISCINA: TRUQUES PARA CUIDAR DOS CABELOS NA ÁGUA COM CLORO

A temporada de banhos de piscina pede das mulheres alguns cuidados extras. O motivo? O cloro adicionado à água pode deixar os cabelos fracos, quebradiços, opacos e mais suscetíveis à queda. As loiras, então, tem ainda um outro motivo de preocupação: o temido efeito Incrível Hulk, que deixa as madeixas esverdeadas. Mesmo quem tem apenas luzes ou mechas pode sentir o problema. 

Mas o cloro está lá por um motivo muito nobre. Ele é utilizado, junto ao sulfato de cobre, para combater o desenvolvimento das algas e dos micro-organismos na água. Em contato com os fios, eles são absorvidos pelas células de queratina.

Como prevenir o esverdeado?
Estar com o cabelo hidratado ajuda os fios a não absorver as substâncias químicas da água da piscina. Molhar os cabelos antes de se jogar no mergulho também. Na lavagem, opte por shampoos e condicionadores com proteção UV e capriche nos cremes, leave-in e demais produtos específicos para piscina.

Marquei toca e preciso remover o verde. O que eu faço?
Existem no mercado shampoos desamareladores (aqueles que têm a cor arroxeada/acinzentada), que ajudam a contornar o efeito esverdeado. Também é possível utilizar um shampoo antirresíduos.

Cuidando bem dos seus fios, não há razão para ter medo da piscina. Curta o verão intensamente e sem medo. Refresque-se!

Creme Para Pentear Neutrox Sol, Mar e Piscina | Shampoo Cinza Desamarelador Nupill | Shampoo Seda Pureza Refrescante (antirresíduo) | Spray de Queratina Líquida Niely Gold | Produtos à venda na rede de Farmácias Associadas em todo o Estado do Rio Grande do Sul.

CABELOS INCRÍVEIS NO VERÃO EM CINCO PASSOS BEM SIMPLES

Muita gente adora sol, mar e piscina, mas esses três fatores proporcionados pelo verão pedem cuidados redobrados com o cabelo, que pode ficar com aspecto quebradiço, opaco ou amarelado nesta época do ano. Para curtir a estação sem medo de ser feliz e manter a cabeleira linda e saudável, confira as cinco dicas do Penteadeira.

1. Após tomar banho de mar ou piscina, molhe os cabelos com água doce. Se não tiver uma ducha por perto, vale sempre levar uma garrafinha na bolsa. E quando voltar para casa e for lavá-los de fato, capriche no shampoo, no condicionador e em um hidratante pós-lavagem.

2. Vale reforçar: não se esqueça da hidratação na sua rotina de beleza. Continue aplicando a sua máscara capilar favorita na frequência em que percebe que o seu cabelo começa a perder o viço e a elasticidade.

3. Pentear o cabelo com os fios molhados pode gerar pontas duplas. Se elas surgirem, aposte em produtos que restauram os danos capilares.

4. Alguns produtos capilares trazem filtro solar em suas fórmulas. Vale apostar! E se você tem cabelos tingidos, opte por aqueles que evitam o desbotamento da cor.

5. Proteja o cabelo do sol com lenços e chapéus. Além de protegida, você vai ficar pra lá de fashion!

 

Creme de Tratamento Seda Keraforce |Creme Para Pentear Neutrox Sol, Mar e Piscina | Creme pantene tratamento cor radiante | Condicionador Fructis Vitamina e Brilho |Shampoo Dove Reconstrução de Pontas Duplas | Produtos à venda nas lojas da rede de Farmácias Associadas.

6 DICAS PARA CUIDAR DA PELE NO VERÃO

Está chegando o verão! É hora de redobrarmos os cuidados com a nossa pele para deixá-la sempre linda, hidratada e viçosa. Confira as dicas que o blog separou para te ajudar nessa missão:

1. Esfoliação moderada – A remoção das células mortas deve ser feita no intervalo de 15 dias a, no máximo, uma vez por semana, conforme dermatologistas. O excesso de esfoliação pode causar desequilíbrio no pH da pele e causar efeito rebote, produzindo mais oleosidade.

2. Dê tchauzinho para o banho quente – Encarar a água fria pode ser um desafio para algumas, mas é o melhor para a pele no verão. A água quente tira a proteção natural da pele, ressecando-a. Não precisa ser banho gelado, não. Banho morno já ajuda bastante.

3. Hidrate muitooooo – Suamos mais, perdemos mais líquidos no verão e a nossa pele também sofre com isso. Aposte em óleos e cremes hidratantes adequados ao seu tipo de pele, aplicando sempre após o banho. Não se deixe levar por aquela preguicinha, hein? E para a pele manter o viço, beba também bastante líquido ao longo do dia.

4. Sem chance para as assaduras – Muita gente sofre com assaduras quando começa o calorão. A versão cremosa do bom e velho talco ajuda a evitar assaduras em regiões de atrito e é uma superdica para os dias quentes.

5. Proteção solar e pós-sol – Fator 30 é o ponto de partida na hora de escolher o protetor solar no verão. Mas não basta passar uma vez só. Reaplique ao entrar no mar, piscina ou se suar muito. Abusou do tempo de exposição e ficou vermelha? Um gel pós-sol tem poder calmante para minimizar a ardência da pele.

6. Proteja o rosto – A luz indireta também afeta a pele e deve ser considerada na hora de proteger a pele. Por isso, use sempre protetor solar facial, dando preferência às fórmulas livres de óleo.

Cuide bem da sua pele. Ela merece.

 

1

Hidratante Corporal Revitart Sensações | Esfoliante Facial Revitart | Protetor Revitart Solar FPS 30| Bálsamo Pós-sol Revitart Solar | Protetor Revitart Solar Facial FPS 30 e FPS 60| Produtos à venda nas lojas da rede de Farmácias Associadas.

CABELOS COLORIDOS E SEM ESTRAGO

Mudar o visual trocando a cor dos cabelos não é mais um bicho de sete cabeças. Mais do que uma evolução nas tinturas e tonalizantes, que hoje agridem menos os fios, temos também um arsenal de produtos à nossa disposição para cuidar e tratar da cabeleira. Eles hidratam, minimizam os impactos e nos permitem soltar a criatividade quando o assunto é cor. Os cabelos supercoloridos em tons menos tradicionais como rosa, azul ou verde – mega em alta entre as descoladas – não nos deixam mentir!

E para cuidar bem do seu cabelo colorido, separamos algumas dicas valiosas para deixá-los sempre belos, saudáveis e brilhantes! Vamos lá?

Tonalizante ou tintura?
Os tonalizantes são os mais indicados para quem deseja um produto de menos impacto nos fios. Eles saem após algumas lavagens, mas o resultado da cor depende muito do tom original do cabelo. Para quem tem fio escuro, não há como evitar uma etapa prévia de descoloração. E quem pinta em casa deve seguir sempre à risca as orientações da caixinha.

Vá com calma no shampoo antiresíduo
Os shampoos próprios para tirar os resquícios dos produtos que usamos todos os dias têm aplicação indicada, em geral, para cada sete dias. Para os tingidos, o ideal é utilizar apenas a cada duas semanas e, assim, evitar que a cor desbote.

O shampoo ideal
Os shampoos e condicionadores de ph baixo (ácido) são os mais indicados para cabelos tingidos, pois ajudam a manter as cutículas dos fios fechadas e seguram o pigmento por mais tempo. Dê sempre preferência aos produtos específicos para cabelos tingidos. E para os platinados e descoloridos, um shampoo de tonalidade cinza ou roxo ajuda a tirar o aspecto amarelado que o cabelo ganha ao longo do tempo.

Cuidado em dobro no verão
Cremes e leave-in com fator de proteção solar ajudam o cabelo a não desbotar com o sol, principalmente no verão. Os fios loiros pedem cuidado redobrado na piscina para não ficarem com aparência esverdeada. Nesse caso, produtos que protejam do cloro são os mais recomendados.

Hidratação sempre
Hidratar os fios regularmente é de extrema importância para quem tem química no cabelo, incluindo tinturas. Assim, você garante que os fios não se quebrem e fiquem sempre saudáveis. Uma dica para quem vai descolorir é usar máscaras capilares alguns dias antes como prevenção.


Agora que você já sabe o que fazer para manter os seus cabelos coloridos sempre saudáveis, conheça esse time de produtos disponíveis nas lojas da Farmácias Associadas.

Creme de Pentear Elseve Colorvive | Creme de Tratamento Tresemmé Blindagem Platinum |Shampoo Dove Cor Duradoura | Shampoo Nupill Cinza Desamarelador | Ampolas de Tratamento Elseve Óleo Extraordinário | Produtos à venda nas lojas da rede de Farmácias Associadas.

 

TRÊS HÁBITOS PARA UMA BOCA BEM CUIDADA

Nosso sorriso é precioso, e merece tanta dedicação e cuidado quanto damos ao restante do nosso corpo. Para isso, vale uma regrinha muito simples: boca e dentes bem cuidados é sinal de saúde! Com alguns hábitos básicos de higiene bucal, evitamos muitos problemas desagradáveis e até doenças. Cáries, gengivite, formação de tártaro e mau hálito são alguns deles, podendo até chegar à periodontite – quando a gengivite agrava e causa a perda dos dentes – e ao câncer de boca.

“Diversos estudos mostram que a falta de higiene da cavidade bucal está associada a problemas muito sérios de saúde sistêmica, como a endocardite bacteriana (uma infecção cardíaca) e outras complicações como diabetes e problemas pulmonares. Assim, cuidar dos dentes não é apenas uma questão de estética, e sim de saúde geral”, garante a cirurgiã-dentista Letícia Boos.

BOCA LIMPINHA!
Para Letícia, uma boa higiene bucal é aquela capaz de eliminar a placa bacteriana e restos alimentares presentes na cavidade oral, mantendo os dentes, gengivas e língua limpos e saudáveis.

Por isso, pegue o fio dental, a escova de cerdas macias, creme dental e mãos à obra!

1. Escove sem muita força
A escovação ideal deve ser por tempo suficiente para que todas as superfícies sejam limpas e fiquem livres de placa bacteriana. E não use de muita força! “Esse hábito pode causar um desgaste excessivo dos dentes e uma retração do tecido gengival, tendo como consequência a sensibilidade dentária, um problema muito comum e bastante desconfortável, às vezes de difícil tratamento”, afirma Letícia.

2. Fio dental sempre
Algumas pessoas com sangramento na gengiva culpam o fio dental. A verdade é que a gengivite ou a gengiva inflamada aparecem justamente pela falta de uso do fio. “Uma gengiva que sangra precisa do uso diário do fio para se tornar saudável novamente”, recomenda a profissional.

3. Língua também se escova
Bactérias e restos de alimento também se acumulam na superfície rugosa da língua, podendo influenciar no surgimento de problemas infecciosos e de mau hálito. Atenção para que nenhuma área da cavidade bucal seja esquecida!