Como apoiar emocionalmente uma pessoa com câncer?

como apoiar emocionalmente uma pessoa com câncer

Apesar de muitos tipos de câncer possuírem cura ou possibilitarem tratamentos que proporcionam qualidade de vida por muitos anos, receber o diagnóstico da doença não é nada fácil. E isso vale tanto para o paciente quanto para seus familiares e amigos.

Afinal, como podemos apoiar uma pessoa que foi diagnosticada com câncer? Será que estimular a positividade pode ser um bom caminho? Ou o melhor é não falar muito sobre a doença? As dúvidas são tantas que muitas vezes as pessoas próximas não saber o que dizer e, por medo de fazer algum comentário inapropriado, acabam tomando a atitude equivocada de evitar o paciente por completo.

Continuar lendo

Novembro Azul: conheça alertas importantes sobre saúde masculina

novembro azul cuidados com a saúde

A parcela masculina da população é a que menos procura os serviços de saúde de maneira preventiva. Só para você ter uma ideia, de acordo com dados dos Ministério da Saúde, 31% dos homens ainda não têm o hábito de ir ao médico, e entre esses que não vão, 55% afirmam que não precisam. 

Acontece que o diagnóstico precoce de problemas de saúde pode prevenir a evolução de doenças graves como câncer, diabetes e hipertensão. Por isso, foi criado o Novembro Azul, uma campanha de conscientização a respeito das doenças masculinas e que tem o objetivo de quebrar o preconceito dos homens de ir ao médico.

Continuar lendo

NOVEMBRO AZUL: VAMOS AJUDAR OS HOMENS A CUIDAR DA SAÚDE?

Se há uma tarefa difícil nesta vida é convencer um homem a ir ao médico. E nem precisa ser do tipo “machão”, não. Parece que eles têm verdadeira aversão a fazer um check-up de saúde, independentemente da idade ou personalidade. E quando envolve exames então? Eles geralmente são super-resistentes à ideia.

É por isso que a Sociedade Brasileira de Urologia se inspirou na campanha de conscientização feminina sobre o câncer de mama, o Outubro Rosa, para criar o Novembro Azul. A ideia é bem parecida: alertar e informar os homens sobre o câncer de próstata e incentivá-los a fazer os exames preventivos.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo câncer mais frequente no sexo masculino, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. São 69 mil novos casos diagnosticados ao ano, uma descoberta a cada 7,6 segundos.

Por isso, assim como no câncer de mama, o diagnóstico precoce da doença é fundamental para o tratamento. A doença é mais frequente a partir de 50 anos, e por isso quem chega nessa idade deve começar a consultar periodicamente um urologista. Quem tem histórico familiar da doença deve ficar ainda mais atento e começar os exames a partir dos 45 anos.

Vamos ajudar os homens a vencer o preconceito e a cuidar mais da saúde? Alerte quem você ama. Pai, irmão, filho ou companheiro… Vamos mobilizar todos nessa missão!