9 rituais para relaxar depois de um dia difícil

rituais para relaxar

Tem dias em que parece que nada dá certo. O problema do trabalho se junta com aquele mal entendido com a melhor amiga e, adivinhe só, ainda tem aquela encrenca danada que cisma em aparecer justamente agora na sua família.

E mesmo que lá no fundo a gente saiba que não existe nada como um dia após o outro, não custa lançar mão de alguns rituais para acalmar a cabeça e o coração. Por isso, vale conferir as dicas que o Penteadeira selecionou para ajudar você a relaxar depois de um dia difícil. Continuar lendo

COMO VIVER BEM COM DIABETES

A diabetes é uma doença crônica que afeta mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo segundo dados de 2016 da Organização Mundial da Saúde. No Brasil, 7,4% da população adulta sofre com a doença, conforme o Ministério da Saúde.

A elevação dos níveis de açúcar no sangue provocada pela doença é bastante perigosa, pois pode causar cegueira, insuficiência renal, obstrução de artérias, dificuldades de cicatrização e maior risco de doenças cardiovasculares.

Porém, a diabetes é completamente controlável com acompanhamento médico e a adoção de hábitos saudáveis. Veja algum deles.

1. ALIMENTAÇÃO

– É importante não pular as refeições, respeitando o café da manhã, almoço e jantar, além de dois lanches por dia. Isso mantém a glicemia do sangue estável e sem picos.

– Dar preferência a alimentos ricos em fibras como legumes, verduras e algumas frutas como a banana. São as fibras que ajudam a glicose a ser liberada mais devagar na circulação. Por isso, o diabético precisa comer diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições.

– O mesmo vale para o consumo de alimentos nas versões integrais. São ricos em fibras e ajudam no controle da glicemia.

Carboidratos complexos são digeridos e absorvidos lentamente pelo organismo, liberando a glicose em pequenas doses. Isso é benéfico para o diabético, que não terá picos de índice glicêmico quando ingerir esses nutrientes. Neste sentido, comer arroz, pão, batata e massa é melhor do que ingerir mel, xarope de milho e açúcares (doces).

– Ler o rótulo e verificar a tabela nutricional e a lista de ingredientes de qualquer alimento é superimportante para o diabético. Isso porque, assim, pode-se optar por produtos com menores quantidades de sódio, gordura e açúcares.

2. EXERCÍCIOS FÍSICOS

– O sobrepeso e a obesidade influenciam diretamente na produção de insulina do corpo. Por isso, controlar o peso é fundamental para o diabético. Os especialistas recomendam a prática de pelo menos 30 minutos diários de atividades físicas. Pode ser uma corrida, andar de bicicleta, ou o que for mais prazeroso para a pessoa.

– Antes de iniciar o exercício escolhido e ao final da atividade física é preciso fazer a medição da glicemia de acordo com as indicações do médico.

– Carregar uma balinha no bolso da roupa ajuda em caso de hipoglicemia após o exercício físico. 😉

3. CUIDADOS PESSOAIS

– Fazer a higiene bucal após cada refeição é fundamental. Isso porque o sangue com alta concentração de glicose é mais propício ao desenvolvimento de bactérias. Ir ao dentista uma vez a cada seis meses também é recomendado.

Check-up com o oftalmologista é indicado uma vez ao ano para descartar problemas de visão. Afinal, pessoas com diabetes têm maior fragilidade nas córneas e maior predisposição à catarata.

– É muito importe fazer as avaliações necessárias relacionadas à doença com periodicidade. Por isso, não dá para pular a visita ao médico.

– Por último, prestar atenção a qualquer lesão no corpo deve virar rotina, dando atenção especial aos pés e aos joelhos. Como a doença afeta a microcirculação, deve-se estar sempre atento à saúde dos membros inferiores. Evitar saunas e escalda-pés também é recomendado por esse motivo.

SAIBA COMO OS AROMAS INFLUENCIAM NOSSAS SENSAÇÕES

Podemos nem perceber, mas os aromas têm uma grande influência no nosso bem-estar e nas nossas sensações. Tem cheirinhos que despertam boas lembranças e sensações positivas, como tranquilidade e aconchego. Outros são capazes de estimular a mente e nos transmitir energia.

Alguns estudos, inclusive, analisam como o nosso cérebro reage a certas fragrâncias. Com o uso do aroma certo, podemos tornar o local onde estamos mais agradável e até melhorar o nosso ânimo.

Para utilizar os aromas a nosso favor, a dica é conhecer as sensações associadas a cada fragrância e apostar em produtos que tragam esse cheirinho, como sabonetes, perfumes e aromatizadores de ambiente. Conheça algumas delas e saiba para quê cada tipo de aroma é indicado:

AROMAS ESTIMULANTES
Algumas fragrâncias de frutas e ervas são ótimas para trazer a sensação de disposição física e mental, mandando embora a sonolência e garantindo mais energia para as atividades diárias. Entre elas estão os aromas de pitanga, laranja, limão, acerola e jasmim.

AROMAS CALMANTES
Para quem busca tranquilidade, a sugestão é investir no cheirinho de plantas como erva-doce, andiroba, lavanda e flor de cerejeira. Eles são superindicados para quem busca calma combinada a conforto e alegria.

AROMAS AFRODISÍACOS
As fragrâncias afrodisíacas estão associadas ao amor e à paixão, podendo ajudar a criar um clima romântico a dois e aumentar a libido. Se esse é o seu objetivo, procure produtos com cheiro de morango, magnólia, rosas vermelhas, canela e baunilha.


A Revitart, da Farmácias Associadas, tem uma linha de sabonetes líquidos com aromas incríveis, perfeitos para garantir sensações positivas. Conheça as opções disponíveis nas lojas da rede e no site.

sabones liquidos revitart sensacoes

Sabonetes Líquido Revitart Sensações 200ml: Morango com ChampagnePitanga | Andiroba Erva-doce | À venda na Farmácias Associadas.

4 COISAS QUE TALVEZ VOCÊ NÃO SAIBA SOBRE VEGETARIANISMO

Cada vez mais pessoas no Brasil vêm adotando uma dieta livre do consumo de carne animal (só em 2012, eram 15,2 milhões de brasileiros autodeclarados vegetarianos, segundo o IBOPE).

Entretanto, o mundo do vegetarianismo ainda gera dúvidas e curiosidades para muitas pessoas, principalmente para aquelas que não conseguem imaginar uma vida sem o tradicional churrasco de fim de semana.

Se esse é o seu caso, confira abaixo quatro curiosidades selecionadas aqui pelo Penteadeira que talvez você ainda não saiba sobre vegetarianismo.

1. Também existe proteína nos vegetais
Para substituir a proteína obtida através da carne animal, os vegetarianos contam com muito mais opções do que somente a boa e velha soja. Outras leguminosas também são ricas em proteínas, incluindo o feijão, a lentilha, o grão de bico e a ervilha. Vegetarianos também costumam consumir boas quantidades de sementes oleaginosas, do gergelim às castanhas. O cardápio de opções também contempla, nesse quesito, cogumelos, espinafre, beterraba e brócolis, entre muitos outros.

2. Nem todo vegetariano exclui laticínios da dieta
Dependendo da linha vegetariana adotada, algumas pessoas incluem a ingestão de leite e derivados (como iogurte, queijo, etc..) e também de ovos. Aqueles que não consomem qualquer produto que tenha elementos de origem animal em sua composição, seja na alimentação ou em itens de consumo geral (de shampoo até roupas e acessórios), são classificados como veganos.

3. É muito importante ter acompanhamento médico/nutricional
Para chegar às quantidades necessárias de consumo de alguns nutrientes (como a própria proteína) e manter uma dieta balanceada, é indicado ao vegetariano um acompanhamento nutricional. Muitas vezes, é necessária a suplementação de vitaminas (como a B-12) e minerais (como o ferro).

4. Por outro lado, há menos probabilidade de se desenvolver certas doenças
Pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, divulgaram em 2013 um estudo que relaciona a adoção de uma dieta vegetariana a uma incidência menor de problemas cardiovasculares. A pesquisa também apontou que os vegetarianos geralmente têm pressão arterial mais baixa, registram níveis de colesterol menores, e têm menos casos de diabetes.

5 DICAS PARA UM DIA A DIA MAIS LEVE

Estresse e ansiedade são problemas cada vez mais comuns. Mas, se nem sempre é possível mudarmos o que acontece a nossa volta e que acaba influenciando na nossa rotina (e no nosso humor), podemos mudar o modo como reagimos aos fatos. Ah… e como podemos!
Veja algumas maneiras de se fazer isso e conquistar mais leveza no dia a dia.

1. CURTA OS MOMENTOS DE LAZER
Não há dúvidas de que qualidade de vida também está (e muito) relacionada aos momentos do dia aos quais dedicamos a atividades de lazer. Ouvir uma música legal, pegar um cineminha, fazer maratona da série de TV favorita, encontrar os amigos, ou mesmo desfrutar da leitura de um bom livro… Tudo isso faz um bem danado!

2. MENTE LEVE
Às vezes é muito fácil se deixar levar por uma enxurrada de pensamentos negativos. Para domar esse tipo de pensamento, respire fundo e pare por alguns instantes. Você vai ver como isso ajuda a manter uma visão mais clara das situações. Treinar a mente para adotar uma postura mais tranquila e positiva diante das situações difíceis é possível!

3. ALIMENTAÇÃO TAMBÉM É ALIDADA
Certos alimentos nos ajudam a manter o bom humor, sabia? O selênio, encontrado em ovos, castanhas e outras oleaginosas, atua contra o estresse. Frutas cítricas dão um fora na fadiga. Atum e salmão têm substâncias que estimulam a produção de serotonina (hormônio da felicidade). Use a alimentação a seu favor!

4. ESTABELEÇA LIMITES
A sobrecarga de atividades é uma das principais causas da ansiedade. Se essa é a situação, vale a pena reavaliar a rotina, aprender a dizer não e a delegar tarefas.

5. PROMOVA PEQUENAS MUDANÇAS
Já pensou em ir dormir mais cedo, ou mesmo trabalhar mais perto de casa? Pequenas mudanças podem ter um grande impacto na redução da ansiedade e do estresse. Experimente!

TCHAU, RETENÇÃO DE LÍQUIDOS!

Pernas, tornozelos ou pés inchados ao final do dia são alguns dos sinais mais comuns de que o nosso corpo está retendo líquidos. Um incômodo que ninguém gosta de ter, não é mesmo? Quem sofre de inchaço sabe que o problema pode acontecer em qualquer época do ano, mas as chances dele se agravar no verão crescem, pois o calor aumenta a vasodilatação das veias.

E POR QUE ESTOU RETENDO LÍQUIDOS?
A retenção hídrica pode ser causada pelos mais diversos fatores: problemas renais, doenças da tireoide, sedentarismo, alimentação com excesso de sódio, o período pré-menstrual e, claro, a grande vilã: a má circulação.

COMO ALIVIAR O INCHAÇO?
Atitudes simples e mudanças no estilo de vida podem fazer um bem danado para quem sofre com a retenção de líquidos. Confira as dicas do Penteadeira:

1. Movimente-se – Exercício físico não é com você? Pois esse pode ser um dos motivos da sua retenção. Movimente-se, transpire! Ativar o sistema cardiovascular é fundamental para a resolução desse e de outros problemas de saúde! Que tal estipular uma frequência semanal para as atividades? Nada melhor para cumprir uma meta do que colocá-la na agenda!

2. Consuma diuréticos naturais – Beber bastante água não só hidrata como regula a temperatura do corpo e ajuda a eliminar as toxinas. Frutas e alguns vegetais também ajudam a aumentar o fluxo urinário. Por isso, inclua mais deles na sua alimentação. Melancia, melão, abacaxi, pera, maçã, limão, pepino… a lista das delícias naturalmente diuréticas é grande.

3. Diminua o refrigerante e bebidas industrializadas – Nem precisa dizer o motivo, né? Esse tipo de bebida traz altas quantidades de sódio, mesmo na versão zero. E não adianta fugir do sal na comida se ele estiver disfarçado em outras coisas. Na dúvida, leia sempre o rótulo. O ideal para quem tem retenção hídrica é mesmo diminuir ou evitar o refrigerante, ou substituí-lo por bebidas naturais.

4. Faça massagens – Da massagem com óleos e cremes feita em casa à drenagem linfática na estética, ativar a circulação ao massagear o corpo ajuda no alívio à retenção, pois aumenta o fluxo sanguíneo e melhora a atividade do sistema linfático.

5. Pernas para o alto! – Elevar as pernas ajuda a diminuir o inchaço. Essa dica simples e antiga é mais do que certeira, pois a ação da gravidade facilita a circulação sanguínea dos membros inferiores. Experimente descansar com as pernas para cima ao final do dia e perceba a diferença.

A DOÇURA DO CHOCOLATE AMARGO

Derretido, em calda, em barra, em doces… O chocolate é uma daquelas delícias que pouca gente pode dizer que não gosta. O sabor inconfundível desse alimento tem fãs por todas as partes do mundo! Mas como todo o doce, ele exige também bastante moderação em seu consumo. A boa notícia é que quanto mais amargo (ou seja, com menos adição de açúcares e de outras gorduras provenientes do cacau, como a manteiga), mais o chocolate pode, sim, ser um grande aliado para uma vida mais saudável!

Meu coração é de chocolate!
O cacau (matéria-prima do chocolate) e o chocolate amargo têm sido objetos de uma grande variedade de estudos e pesquisas por conta de sua alta concentração de substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias. E muito dos benefícios já revelados estão ligados à saúde do coração!

Já se sabe que ele melhora o fluxo arterial, regula a pressão e fortalece o coração, protegendo-o do desgaste causado pelos radicais livres. E as pesquisas mostraram também que ele atua bem na redução do estresse e no controle do humor, dentre outras vantagens. Mas isso todas nós, amantes do chocolate, já sabíamos faz tempo…

Confira uma receita com chocolate que selecionamos para você curtir o lado doce da vida, aproveitando os benefícios dessa delícia na versão amarga!

shutterstock_209854915

Mousse de chocolate amargo

Ingredientes
600g de chocolate amargo
14 ovos
100g de açúcar
300g de manteiga
20 ml de essência de baunilha
1 colher (chá) de conhaque

Modo de preparo
Derreta o chocolate e a manteiga em banho-maria. Separe as gemas e peneire. Bata-as com o açúcar por cerca de 30 minutos ou até virar um creme branco. Acrescente, ao chocolate derretido, a baunilha e o conhaque. Aguarde o chocolate esfriar um pouco e acrescente as gemas batidas. Bata a clara com uma pitada de sal, em ponto de neve. Misture as claras com o chocolate e coloque para gelar por pelo menos uma hora.

Fonte: Receitas GNT

DANÇA E MALHAÇÃO NO RITMO DA ZUMBA

Ela já virou febre nas academias e conquistou quem procura uma atividade divertida para queimar um monte de calorias. Salsa, merengue, cúmbia e reggaeton ditam o ritmo da dança Zumba, que queima de seiscentas a mil calorias em uma única aula.

Para a professora Estela Koch, que dá aulas licenciadas de Zumba Fitness há dois anos, a popularidade do exercício se dá pela facilidade das coreografias e pelo fato de não existir uma forma correta ou errada de dançar. “Os participantes se divertem, renovam as energias e nem percebem que estão fazendo exercícios”, conta a treinadora, que garante que em um mês de aulas já se nota melhora no condicionamento físico das alunas.

“O legal é que na aula de Zumba ninguém fica se olhando no espelho ou olhando como o outro dança. Todos olham para o instrutor no palco e seguem suas coreografias à sua maneira, dentro do que seu corpo permite. Os passos são simples e fáceis e vão se repetindo dentro da música, o que possibilita um melhor acompanhamento, compreensão e evolução dentro da coreografia”.
(Estela Koch – Professora de Zumba Fitness)

E, aí? Se animou para dançar também? Confira algumas das caraterísticas da Zumba:

– Os movimentos são fáceis de acompanhar.
– O gasto calórico é grande, pois a aula é dançada do início até o fim, sem pausas. Queima-se até mil calorias em cerca de uma hora.
– A dança combina ritmos rápidos e mais lentos.
– Equilibra tonificação muscular e cardivascular.
– Malha glúteos, pernas, braços, abdomen e o músculo mais importante: o coração.
– Alivia sintomas de depressão e estresse como toda a atividade aeróbica. E também é muito divertida!

POR QUE NÃO COMEÇAR A CAMINHAR AGORA?

Uma caminhada leve de 30 minutos por dia é suficiente para manter a saúde em dia, sabia disso? Caminhar dá energia, ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, protege e estimula o condicionamento cardiorrespiratório e também trabalha a musculatura das pernas. Então por que não começar hoje mesmo? A caminhada é superdemocrática e pode ser praticada por todos!

PARA COMEÇAR
Conforme a educadora física Patrícia Bartz, os iniciantes devem ter cuidado e atenção principalmente com a intensidade do exercício.

“Comece sempre aos poucos, pois a prática de uma atividade física regular é uma mudança de hábito. Pode-se começar, por exemplo, substituindo-se a utilização de ônibus ou carro quando nos locomovermos a distâncias curtas”, ela indica.

Para quem não está habituado à caminhada, Patrícia também sugere começar com três vezes por semana, intercalando com um dia de descanso. “Inicie com distâncias pequenas, em torno de 20 a 30 minutos, em um ritmo tranquilo. Aos poucos, a intensidade e o volume podem ser incrementados e quem sabe podemos intercalar com pequenas corridas”.

Cinco motivos para começar a caminhar já:

1. Pressão controlada
Quando caminhamos, as válvulas do coração trabalham mais e a oxigenação do corpo aumenta. O fluxo de sangue cresce, os vasos sanguíneos se expandem e a pressão diminui. Estudos provam que 40 minutos de caminhada são capazes de reduzir a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício.

2. Pulmões mais limpos
Além de fortalecer nossos pulmões, caminhar com frequência ajuda com que eles renovem o ar que respiramos, eliminando com mais facilidade as impurezas do ar e até mesmo o catarro. A caminhada é uma grande aliada contra as doenças respiratórias.

3. Ajuda no controle da diabetes
Nosso corpo produz mais insulina quando caminhamos e as atividades do pâncreas e do fígado também são estimuladas devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.

4. Ossos mais fortes
Ao estimular os ossos com a caminhada, o corpo absorve melhor o cálcio e fica mais resistente.

5. Bem-estar e autoconhecimento
Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio responsável pela sensação de alegria. Caminhar também melhora o nosso humor e autoestima e nos ajuda a relaxar. “Também pode ser uma oportunidade para nos conhecermos mais, pois é um momento só nosso, dedicado à melhora da saúde geral. Podemos utilizá-lo para perceber nosso corpo, nossa respiração, a ativação dos músculos e as sensações geradas pelo exercício”, comenta a educadora física Patrícia Bartz.

De amiga para amiga
DICA: 
Um bom tênis e uma roupa confortável são fundamentais para quem faz da caminhada uma rotina. Fique atenta também ao consumo adequado de água e tenha uma alimentação balanceada para colher todos os benefícios desse exercício. E não se esqueça de alongar bem!

RESPIRAR FAZ BEM!

Quantas vezes nos pegamos contando até 10 para recuperar o controle quando sentimos raiva ou agitação? Seja em um momento de ansiedade ou na busca pelo equilíbrio das emoções, a saída mais certeira e, acredite, automática, é nos concentrarmos na nossa respiração. E funciona mesmo! Respirar tem poder. Por estabilizar a frequência cardíaca, respirar profundamente nos tranquiliza e relaxa. E ainda faz bem para várias outras coisas! Aumenta nosso foco e concentração, potencializa o rendimento nas nossas atividades físicas, melhora a qualidade de vida… Quando respiramos direitinho, com calma e atenção, só obtemos benefícios para nosso corpo e mente!

Santo diafragma
Apesar de respirar ser um movimento automático, nem sempre prestamos a devida atenção aos movimentos do nosso corpo para que isso aconteça. E às vezes ainda fazemos errado! Puxar o ar pela boca, esquecendo que as narinas têm a função de filtrar o ar, é o erro mais comum. Também esquecermos que existe um músculo todo especial para ajudar o ar a chegar à parte de baixo dos pulmões. Ele, o diafragma, é que auxilia as costelas e pulmões a expandirem, ampliando o desempenho da oxigenação do corpo.

Agora que você já sabe que absorver bem o ar é fundamental, confira 5 dicas para respirar melhor:

1. Mexa a barriga
Quando respiramos corretamente, é o diafragma quem se mexe, não o peito. Colocar a mão sobre a barriga é um modo de perceber o movimento desse músculo e regular o ritmo da respiração.

2. Diminua o ritmo
Quando estamos estressados, respiramos mais rápido. Manter o foco em um ritmo suave ao respirar ajuda a desacelerar e controlar o estresse.

3. Expire devagar
Para estabilizar a frequência cardíaca, inspire profundamente e solte o ar bem lentamente.

4. Facilite a passagem do ar
Estresse e nervosismo nos fazem contrair a musculatura do corpo, o que atrapalha a passagem do ar. Procure um ambiente tranquilo e relaxe por alguns minutos enquanto foca na respiração.

5. Concentre
Para ampliar o poder de concentração no dia a dia, experimente direcionar a sua atenção para os movimentos de respiração enquanto executa uma atividade.

CINCO MOTIVOS PARA INCLUIR ALONGAMENTOS NA SUA ROTINA

O alongamento é uma das atividades mais democráticas quando falamos em melhorar nossa saúde física e qualidade de vida. Ele pode ser feito em casa, no trabalho e até mesmo no carro. De manhã, à tarde ou à noite. Fora a preguiça, praticamente não existe desculpa para que não façamos ao menos uma série deles ao longo do dia.

Pode ser esticando os braços e aliviando a tensão dos ombros, dobrando a cabeça e o pescoço ou dando uma espreguiçada gostosa. Para as pernas, inclinar-se tentando alcançar os pés, ou segurar as pernas dobrando os joelhos são alguns dos movimentos mais comuns. As opções são as mais variadas.

Vamos conhecer cinco motivos para incluir mais momentos de alongamentos na nossa vida!

1.MELHORA A QUALIDADE DO SONO
Realizado ao final do dia, melhora o sono e alivia dores e tensões musculares acumuladas após a jornada de trabalho. O relaxamento proporcionado por ele é outro bônus para quem quer dormir mais tranquilo.

2. ATIVA A CIRCULAÇÃO
Pessoas com problemas de má circulação, sobretudo nas pernas, podem se beneficiar do alongamento para redução de dores e inchaços.

3. EVITA LESÕES
Alongar é fundamental para os mais ativos, pois atividades como correr, andar de bicicleta, nadar e demais exercícios desgastantes podem provocar distensões e inflamações.

4. AUMENTA A FLEXIBILIDADE E A CONSCIÊNCIA CORPORAL
A coordenação e a flexibilidade melhoram, pois os movimentos do corpo se tornam mais amplos, soltos e fáceis, além de que, ao focalizar a parte do corpo que está sendo alongada, a consciência corporal é desenvolvida.

5. CORRIGE A POSTURA
Doenças que afetam a coluna geralmente estão relacionadas à nossa má postura, causando dores e outros problemas de saúde. Alongar-se ajuda a encontrar um maior equilíbrio postural.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 


AJUDA CONTRA A DOR

Outra dica para quem sofre com tensões musculares ou inflamações é massagear a região com creme de arnica. A plantinha tem propriedade anti-inflamatória e cicatrizante e ajuda no relaxamento!

gel de arnica