Manchas de Pele de verão: 4 tipos comuns e como evitá-los

manchas de pele de verão como evitar

Verão combina com sol, praia, piscina, passeios ao ar livre e mais uma porção de atividades gostosas. Por outro lado é também a época em que a pele fica mais propensa a sofrer com manchinhas causadas pela incidência dos raios solares.

Para prevenir o surgimentos das manchas de pele de verão, o primeiro passo é saber diferenciar os tipos de marcas e os cuidados que cada uma delas exige.

Confira as informações que o Penteadeira selecionou e que vão ajudar você a passar o verão com a pele linda e protegida!

Continuar lendo

Caminhada das Vitoriosas: 5 motivos para aderir à campanha

caminhada das vitoriosas

Está chegando perto: domingo, 29 de outubro, Porto Alegre celebra mais uma edição da Caminhada das Vitoriosas. A atividade anual, que está em sua 15ª edição, chama a atenção para uma causa muito importante: a prevenção do câncer de mama.

O Penteadeira é fã desta campanha e, se você nunca participou, temos aqui ótimos motivos para todo mundo aderir à campanha e aproveitar o último domingo de outubro para colorir as ruas de rosa!

Continuar lendo

5 apps para cuidar da sua saúde (e um link com outras 10 opções)

apps de saúde

Na correria do cotidiano cada vez é mais difícil focar naquele plano de vida saudável ou mesmo encontrar espaço para as atividades que fazem bem para o corpo e a mente.

É por isso que os chamados aplicativos de saúde, feitos especialmente para smartphones, estão se tornando os queridinhos da vez. E não é para menos: já é possível encontrar apps que ajudam a meditar, a conhecer o ciclo menstrual e muito mais.

Confira a listinha de aplicativos que o Penteadeira selecionou para você e veja como conquistar mais saúde e qualidade de vida com a ajuda do seu celular. 😉

Continuar lendo

Fibromialgia: conheça os sintomas dessa doença silenciosa

sintomas da fibromialgia

Você sente dores fortes pelo corpo, por períodos prolongados, e que persistem mesmo com o uso de remédios? Pois saiba que essas dores podem ser sinais da Fibromialgia, uma doença considerada silenciosa devido aos sintomas de difícil identificação.

Embora a Fibromialgia tenha ganhado destaque nas últimas semanas – quando a cantora Lady Gaga cancelou sua agenda devido às dores causadas pela síndrome -, o fato é que a doença já atinge 3% dos brasileiros.

Então, se você vem sentindo dores que persistem durante várias semanas, é legal conhecer melhor os sintomas da Fibromialgia e os procedimentos para um correto diagnóstico.

Continuar lendo

Você sabe quais são as diferenças entre gripes e resfriados?

diferenças entre gripes e resfriados

Basta o nariz começar a escorrer e bater aquele cansaço no corpo para você logo anunciar que está gripada? Se você faz parte desse time, saiba que, embora os sintomas sejam bem semelhantes, existem diferenças significativas entre gripes e resfriados.

Saber diferenciar cada uma dessas doenças virais pode ajudar no momento de buscar o tratamento adequado, além de fazer você entender melhor a causa de cada sintoma.

Confira as informações que reunimos aqui e as dicas para manter gripes e resfriados bem longe de você! 😉

Continuar lendo

9 coisas que você ganha quando para de fumar

parar de fumar

Existem dois métodos que podem ser utilizados por quem decide parar de fumar, de acordo com o Ministério da Saúde. Um deles é a parada imediata, onde o fumante para totalmente de fumar a partir de determinado dia. O segundo método consiste na parada gradual, na qual duas práticas podem ser adotadas: redução do número de cigarros fumados ou o retardamento da hora na qual se fuma o primeiro cigarro do dia.

Se você deseja diminuir o cigarro aos poucos, tem alguns exemplos de como fazê-lo aqui. Para quem prefere parar de supetão, a dica é escolher uma data para largar o cigarro de vez.

Seja qual for a sua escolha, que tal aproveitar o 31 de maio, o Dia Mundial Sem Tabaco, para iniciar a luta contra o cigarro? Os benefícios de parar de fumar podem ser maiores do que você imagina. Confira a listinha com alguns deles e veja que logo ao abandonar o cigarro, e também a longo prazo, você só tem a ganhar! Continuar lendo

9 coisas que você precisa saber sobre Hipertensão Arterial

hipertensão arterial

O 26 de abril, Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, chama a atenção para uma doença silenciosa e de consequências perigosas quando não tratada.

Só para você ter uma ideia, o Ministério da Saúde aponta que atualmente mais de 30 milhões de brasileiros são hipertensos, e estima-se que 50% dessas pessoas não sabem que têm pressão alta.

Aproveite a data para saber mais sobre a doença e compartilhar informações com amigos e familiares. Embora não tenha cura, a Hipertensão Arterial pode ser controlada e o tratamento contínuo pode evitar infartos, derrames e outras graves problemas decorrentes da enfermidade. Continuar lendo

Volta às aulas: como combater piolhos com um método natural e eficaz

como combater piolhos

Não é por acaso que o período de volta às aulas, quando a criançada retoma o convívio intenso, também costuma ser a época em que o piolho ataca com tudo.

É que a proliferação da pediculose, como é chamada a infestação de piolhos, se dá através do contato direto entre as pessoas e pelo uso compartilhado de objetos como bonés, pentes e outros acessórios de cabelo. Ou seja, piolho não tem nada a ver com falta de higiene. Muito pelo contrário, esse bichinho pra lá de incomodativo gosta mesmo é de cabelo limpo.

Por isso, se você está preparando os seus filhotes para o retorno à escola, é hora de saber mais sobre o ciclo do piolho e sobre o uso do pente fino, um método natural e eficaz de prevenir e acabar de vez com o problema. Continuar lendo

COMO VIVER BEM COM DIABETES

A diabetes é uma doença crônica que afeta mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo segundo dados de 2016 da Organização Mundial da Saúde. No Brasil, 7,4% da população adulta sofre com a doença, conforme o Ministério da Saúde.

A elevação dos níveis de açúcar no sangue provocada pela doença é bastante perigosa, pois pode causar cegueira, insuficiência renal, obstrução de artérias, dificuldades de cicatrização e maior risco de doenças cardiovasculares.

Porém, a diabetes é completamente controlável com acompanhamento médico e a adoção de hábitos saudáveis. Veja algum deles.

1. ALIMENTAÇÃO

– É importante não pular as refeições, respeitando o café da manhã, almoço e jantar, além de dois lanches por dia. Isso mantém a glicemia do sangue estável e sem picos.

– Dar preferência a alimentos ricos em fibras como legumes, verduras e algumas frutas como a banana. São as fibras que ajudam a glicose a ser liberada mais devagar na circulação. Por isso, o diabético precisa comer diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições.

– O mesmo vale para o consumo de alimentos nas versões integrais. São ricos em fibras e ajudam no controle da glicemia.

Carboidratos complexos são digeridos e absorvidos lentamente pelo organismo, liberando a glicose em pequenas doses. Isso é benéfico para o diabético, que não terá picos de índice glicêmico quando ingerir esses nutrientes. Neste sentido, comer arroz, pão, batata e massa é melhor do que ingerir mel, xarope de milho e açúcares (doces).

– Ler o rótulo e verificar a tabela nutricional e a lista de ingredientes de qualquer alimento é superimportante para o diabético. Isso porque, assim, pode-se optar por produtos com menores quantidades de sódio, gordura e açúcares.

2. EXERCÍCIOS FÍSICOS

– O sobrepeso e a obesidade influenciam diretamente na produção de insulina do corpo. Por isso, controlar o peso é fundamental para o diabético. Os especialistas recomendam a prática de pelo menos 30 minutos diários de atividades físicas. Pode ser uma corrida, andar de bicicleta, ou o que for mais prazeroso para a pessoa.

– Antes de iniciar o exercício escolhido e ao final da atividade física é preciso fazer a medição da glicemia de acordo com as indicações do médico.

– Carregar uma balinha no bolso da roupa ajuda em caso de hipoglicemia após o exercício físico. 😉

3. CUIDADOS PESSOAIS

– Fazer a higiene bucal após cada refeição é fundamental. Isso porque o sangue com alta concentração de glicose é mais propício ao desenvolvimento de bactérias. Ir ao dentista uma vez a cada seis meses também é recomendado.

Check-up com o oftalmologista é indicado uma vez ao ano para descartar problemas de visão. Afinal, pessoas com diabetes têm maior fragilidade nas córneas e maior predisposição à catarata.

– É muito importe fazer as avaliações necessárias relacionadas à doença com periodicidade. Por isso, não dá para pular a visita ao médico.

– Por último, prestar atenção a qualquer lesão no corpo deve virar rotina, dando atenção especial aos pés e aos joelhos. Como a doença afeta a microcirculação, deve-se estar sempre atento à saúde dos membros inferiores. Evitar saunas e escalda-pés também é recomendado por esse motivo.

APRENDA A FAZER: EXERCÍCIOS EM CASA

Nossa segunda dica da série de coisas que você pode fazer por conta própria para economizar um pouco no fim de ano é praticar exercícios em casa.

Seja na sala, no quarto, com a ajuda de aplicativo para celular ou só com uma musiquinha de fundo, é possível fazer vários tipos de movimentos supersimples. Mas lembre-se: se sentir algum desconforto, não faça o exercício para não prejudicar a sua saúde e consulte antes um médico.


1. Abdominal

Deitada no chão, coloque as mãos sob os glúteos e mantenha as pernas elevadas e unidas. Contraia o abdômen e desça as pernas bem devagar sem tirar a região lombar do chão (um colchonete pode amaciar o exercício 😉 ). Depois, suba as pernas até a posição inicial. Repita o movimento de 10 a 15 vezes em duas ou três séries, descansando um pouco no intervalo.

2
2. Prancha
Apoie todo o antebraço no chão e mantenha a posição de prancha de 10 a 15 segundos. Não se esqueça de respirar durante a execução do movimento. Este é um exercício para o corpo todo, mas dá ênfase na musculatura da parte superior e na barriga. Faça um intervalo de 30 a 45 segundo entre as séries.

3
3. Quatro apoios
Para malhar as coxas e os glúteos, apoie seus joelhos e cotovelos no chão ou em um colchonete. Os cotovelos devem ficar alinhados com os ombros e os quadris. Levante uma das pernas sem esticá-la, e faça movimentos de subida e descida. Para você proteger a coluna e não sofrer lesões, lembre-se de que a força para levantar a perna deve vir dos quadris. Faça duas séries com 15 repetições.

4
4. Panturrilha
Pare na frente de uma parede e apoie as mãos para não perder o equilíbrio. Erga o corpo, ficando nas pontinha dos pés, e depois desça movimentando os calcanhares. Faça três séries com 10 repetições cada.

5
5. Pular corda (aeróbico)
Uma opção à bicicleta e à esteira é a boa e velha corda que, além e ser uma atividade aeróbia fácil de fazer em casa, é um movimento muito bom para treinar a coordenação. E você não precisa de muito espaço para praticar. O importante durante os saltos é manter o abdômen contraído e os braços firmes para amortecer a queda. Os iniciantes podem começar a pular corda durante 15 minutos em dias alternados.

Imagens: Pinterest.

SEU CORPO DÁ RECADOS SOBRE A SUA SAÚDE. ESCUTE

Você escuta os recados que o seu corpo dá? Aquele cansaço, por exemplo, que insiste em não sumir. Aquela dor de cabeça recorrente… E a falta de ar ao subir escadas? Já pensou no que esses sinais querem dizer?

Cuidar da saúde é também prestar atenção àquilo que é manifestado pelo nosso corpinho. Na maioria das vezes, ele está apenas pedindo para você adotar hábitos mais saudáveis, como se alimentar melhor e praticar atividades físicas. Quem sabe não está na hora de escutá-lo?
Confira alguns recadinhos do corpo fáceis de perceber, e saiba como atendê-los.

1. Seu peso aumentou repentinamente
Será que você não anda descontando na comida? Perceba se não há algo que está lhe deixando ansiosa, e que acabou refletindo nos seus hábitos alimentares. Se nada de diferente aconteceu, pode ser hora de conferir se está tudo certo com os seus hormônios, e aí é importante consultar um médico.

2. Surgiram pintinhas na pele
Tá na hora de visitar o dermatologista. Sinais na pele podem ser algo mais sério. E, principalmente, quem tem a pele muito clara deve sempre protegê-la do sol. Faça check-ups regularmente se você é daquelas pessoas cheias de sinais e se aparecerem novas marquinhas. Ah, e não se esqueça do protetor solar!

3. Faltou fôlego para uma tarefa simples
Normalmente, conforme os médicos explicam, as pessoas que não praticam atividades físicas costumam se queixar com frequência de falta de fôlego para fazer tarefas simples do dia a dia, como subir escadas. Isso acontece porque quando não exercitamos o corpo, não estimulamos sistemas como o pulmonar e o cardíaco, e, portanto não os desenvolvemos para que forneçam mais oxigênio para os músculos, que por sua vez geram força, potência e resistência para as atividades rotineiras. Assim, se o seu preparo físico não andar lá essas coisas, adicione mais exercícios à sua rotina. Por que não substituir uma parte do trajeto diário que você faz de carro ou ônibus por caminhadas a pé? Levar o pet para passear também é uma bela opção. E claro… deixe o elevador de lado um pouquinho e aposte em alguns lances de escada. Agora, se você passou a ter falta de ar sem motivo aparente, é bom investigar! Não descuide da sua saúde.

4. Você anda sem energia
Algumas doenças como anemia, diabetes e hipotireoidismo podem causar um cansaço além do normal. Se você desconfia de que algo está errado, não hesite em procurar um médico. Entretanto, alguns hábitos saudáveis ajudam qualquer pessoa a conquistar mais energia para as tarefas diárias. Dormir bem, e na quantidade de horas adequada para o seu organismo, é uma delas. Ter uma alimentação balanceada, comendo frutas, grãos e verduras dos mais variados tipos, também é superimportante. E não dá pra se esquecer dos exercícios físicos, né, superindicados para quem procurar ter mais disposição na vida! Faça pequenos ajustes nos seus hábitos e mande o cansaço para o espaço!

TRÊS POSIÇÕES DE IOGA PARA ALIVAR AS DORES NAS COSTAS

Quem sofre com as temidas dores nas costas sabe que o problema é bem desagradável. E mais, a doença está no topo do ranking daquelas que mais afastam as pessoas do trabalho, segundo os dados da Previdência Social divulgados em julho deste ano. Só no primeiro trimestre de 2016, foram mais de 24 mil afastamentos por causa da danada.

A saída, segundo especialistas, está muitas vezes na prática de exercícios físicos para fortalecer a musculatura local, além de corrigir erros de postura que podem levar ao problema.

Uma atividade física muito recomendada a todas as faixas etárias, e que ajuda a aliviar as dores nas costas, é a ioga. Ela contribui para a elasticidade dos músculos, a amplitude dos movimentos e a oxigenação de todo o corpo.

A ioga, para quem vai iniciar e pretende atingir fases mais avançadas, deve ser praticada com orientação de profissionais. Porém, para você conhecer os benefícios que ela traz para as costas, nós separamos três posições mega simples, que podem ser executadas no conforto da sua casa. Que tal tentar?

Também é bom lembrar que exercícios (de qualquer espécie), quando feitos por conta própria, exigem cautela. Respeite os limites do seu corpo e vamos lá!

1. Deite sobre as pernas (Posição da criança)
Sentada em cima dos calcanhares, abaixe o corpo em direção ao chão, esticando os braços ao longo do corpo, de forma a alongar as costas. Mantenha a posição durante 15 segundos, respirando sempre.

 

2. Tombe o tronco para frente (Padahastasana)
Em pé, deixe pernas unidas e tombe lentamente o tronco em direção ao solo. Não force; vá apenas até onde conseguir. Deixe os braços livres, pesando em direção ao chão. O peso do corpo deve se concentrar na região da frente dos pés, e não nos calcanhares. Concentre-se em respirar profundamente. Assim, você protege os seus joelhos. Para retornar, flexione levemente os joelhos e desenrole o tronco lentamente.

 

3. Abrace as pernas (Apanasana)
Deitada no chão, traga as pernas dobradas contra o peito, e entrelace os braços por fora dos joelhos. Mantenha a cabeça e a coluna vertebral em contato com o solo. Relaxe os pés e respire.

*Crédito das imagens: iStock e Pinterest