Mês da Mulher: quais as doenças mais comuns entre a população feminina?

saúde da mulher doenças que mais atingem

A Farmácias Associadas lançou no início de março a campanha Mês da Mulher, uma iniciativa que tem a proposta de abordar assuntos relacionados ao empoderamento feminino. Temas como feminismo e relacionamento abusivo já foram expostos por aqui e agora chegou a vez de falarmos de outro tópico super importante: a saúde da mulher.

E quando o assunto é saúde, prevenir é sempre a melhor atitude. Isso significa que, além do foco na manutenção de hábitos sadios, é importante estarmos com o check-up médico em dia, que nada mais é do que realização periódica de exames para avaliar o estado geral de saúde.

Nesse sentido, além de conferir as dicas para uma rotina eficaz de prevenção no post Check-up médico: quando fazer e quais exames incluir?, é legal ficar atenta às doenças que mais vitimam mulheres no Brasil. Confira abaixo a relação – que tem por base dados de 2018 do DataSus – e fique atenta!

doenças mais comuns entre mulheres

Conheça as doenças que mais atingem a população feminina
1) Doenças cerebrovasculares

Entre as doenças cerebrovasculares mais conhecidas temos o AVC – Acidente Vascular Cerebral. A partir de dados levantados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), notou-se um crescimento na quantidade de mortes por AVC entre as mulheres de 2010 a 2015 – justamente o oposto do que vem acontecendo com os homens.

2) Doenças isquêmicas do coração

As doenças isquêmicas do coração afetam as artérias do órgão. A circulação sanguínea fica comprometida devido à formação de placas de gordura na parede dos vasos, provocando isquemia ou, em casos mais graves, levando ao infarto. 

As principais causas da doença são fumo, diabetes, hipertensão e colesterol elevado. Indivíduos com histórico de problemas cardíacos na família também devem ficar atentos, principalmente se o pai ou a mãe manifestaram a doença.

3) Gripe e pneumonia

Enquanto a pneumonia é uma infecção do pulmão, a gripe atinge vias aéreas superiores, como nariz, garganta e laringe. Vale lembrar que o vírus da gripe pode, sim, causar uma pneumonia. O maior exemplo disso é o H1N1, que também ataca o pulmão.

doenças mais comuns população feminina

4) Diabetes

Segundo a OMS, 8% das mulheres – ou 205 milhões – vivem com diabetes em todo o mundo. Há alguns fatores que as atingem diretamente, como os cuidados durante a pré-concepção, o diabetes gestacional e o período da menopausa.

5) Câncer dos órgãos digestivos

Os tumores mais comuns do aparelho digestório são os do estômago e do intestino grosso, mas podem ocorrer no fígado, pâncreas, esôfago, vesícula biliar, baço, ou seja, em qualquer órgão abdominal.

A prevenção ainda é o melhor tratamento para os tumores, pois ainda não se conhece a origem e a causa para o aparecimento da maior parte deles. Exames comuns como ultrassonografia, endoscopia digestiva e colonoscopia são capazes de detectar a grande maioria dos tumores do aparelho digestório.

6) Outras formas de doença do coração

Embora as principais doenças cardiovasculares sejam o infarto do miocárdio e o AVC, existem outras manifestações, que não são necessariamente doenças, mas que também trazem risco à saúde, como a arritmia e o sopro.

Os sintomas são variados, mas o mais importante é a dor no peito. E não só no peito, mas dor no braço esquerdo, no pescoço e nas costas. Em geral, o incômodo começa desencadeado pelo exercício, porém pode aparecer em outros momentos também.

enfermidades população feminina

7) Doenças hipertensivas

A doença hipertensiva é popularmente conhecida como pressão alta e muitas vezes é silenciosa. Ou seja, altera o funcionamento do coração sem que o paciente sequer desconfie. Por isso o check-up médico anual é importantíssimo para prevenir essa situação.

8) Doenças crônicas das vias aéreas inferiores

As infeções agudas das vias respiratórias inferiores incluem, além da pneumonia, a bronquite aguda e a bronquiolite. São a principal causa de doença e mortalidade de crianças e adultos em todo o mundo.

doenças que mais atingem as mulheres

9) Câncer de mama

Infelizmente existem pessoas que são mais propensas a desenvolver câncer de mama do que outras. E saber quais são os fatores de risco é fundamental para adotar uma postura preventiva. 

Para começar, ser mulher é o principal fator de risco. Nem todo mundo sabe, mas o câncer de mama também acomete homens, embora correspondam a apenas 1% dos pacientes.

Além disso, devem ser consideradas outras condições tais como histórico de câncer de mama ou de ovário na família, menstruação precoce (antes dos 12 anos), menopausa após os 55 anos, alterações genéticas, o fato da mulher não ter tido filhos ou não ter amamentado e ainda a ocorrência da primeira gravidez após os 30 anos.

10) Câncer dos órgãos genitais femininos

O aparelho reprodutor feminino é formado por um órgão externo (vulva) e outros internos (vagina, útero, trompas de falópio e ovários). Todos esses órgãos são passíveis de desenvolver câncer e cada prognóstico irá levar a um tratamento específico.

A lista que compartilhamos aqui tem o objetivo de alertar você sobre as doenças que mais vitimam as mulheres no Brasil. O ideal é que você converse com o seu médico e programe com ele uma rotina de exames preventivos de acordo com a sua idade, condições de saúde e histórico familiar.

A realização de um check-up médico periódico possibilita a detecção precoce de algumas doenças silenciosas, além de mapear o risco de determinadas doenças com objetivo de preveni-las. Os seus exames estão em dia? Conta pra gente nos comentários!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s