Parabenos, PEG e Triclosan: 3 nomes para prestar atenção no rótulo

Alguma vez você já leu a lista completa de ingredientes presentes em um cosmético antes de comprá-lo? E se por acaso chegou a ler, você tinha ideia dos efeitos de cada substância presente na fórmula?

A gente sabe que fazer a leitura do rótulo de um cosmético não é tarefa fácil. Além dos nomes complicados dos ingredientes, pouco ou quase nada conhecemos a respeito da maioria deles. Mas, embora não saibamos sequer o nome de certas substâncias químicas, é importante conhecer os danos que muitas delas podem provocar ao nosso organismo.

Nesse sentido, vamos falar hoje sobre Parabenos, PEGs e Triclosan. Esses três ingredientes estão presentes em cosméticos e itens de higiene que usamos no dia a dia, sendo que os efeitos que eles acarretam ao nosso corpo são alvo de bastante polêmica.

A ideia aqui não é tratar nenhum produto como vilão, mas fazer um pequeno alerta sobre a importância de conhecer as substâncias elencadas nos rótulos e a partir daí, quem sabe, promover escolhas melhores e mais saudáveis.

SUBSTÂNCIAS COMUNS EM COSMÉTICOS E QUE EXIGEM ATENÇÃO
1) Parabenos

Os Parabenos são conservantes e, devido a essa propriedade, são amplamente utilizados pela indústria farmacêutica e cosmética. Afinal, um produto sem conservantes em sua fórmula pode ser contaminado por bactérias e fungos em um prazo bem curto de tempo.

A principal controvérsia sobre a substância começou com uma pesquisa que encontrou uma molécula de parabeno dentro de uma célula de câncer – nada indicava que o parabeno havia causado a doença, mas isso foi suficiente para criar uma grande preocupação sobre o assunto.

Além disso, a American Cancer Society (Associação Americana Contra o Câncer) afirma que os parabenos – que podem ser absorvidos pela pele – são uma possível fonte de preocupação pois também são disruptores endócrinos: podem ter efeitos parecidos ao estrogênio, hormônio cujo aumento já foi ligado ao maior risco de câncer de mama.

Nos rótulos os parabenos geralmente vêm acompanhados dos nomes Metil, Butil, Propil, Etil, Isobutil, Isopropil e são facilmente identificáveis nos ingredientes dos mais variados cosméticos.

2) PEGs

O polietilenoglicol é o polímero formado a partir do etileno glicol, sendo popularmente conhecido pela sua forma abreviada PEG. Essa substância é bastante utilizada como espessante, emulsificante ou solvente, principalmente em cosméticos que possuem consistência cremosa.

A maior preocupação em relação à presença de PEGs nas fórmulas é que eles podem ser contaminados por impurezas que são extremamente tóxicas. A segurança do composto sempre vai depender dos cuidados que o fabricante tem no sentido de evitar contaminações.

Vale lembrar que uma das propriedades do PEG é facilitar a penetração de outros compostos na nossa pele, assim, caso esteja contaminado, os danos podem ser bem preocupantes. Na dúvida, procure evitar cosméticos que possuem esse componente.

3) Triclosan

O Triclosan é um agente bactericida que costuma ser encontrado na fórmula de alguns itens de higiene e beleza, tais como sabonetes, pastas de dente, enxaguantes bucais, desodorantes e produtos antiacne.

A FDA – Food and Drug Administration, a agência responsável pela aprovação e registro de medicamentos nos Estados Unidos, considera que não há garantia de que o Triclosan seja seguro. As pesquisas indicaram, por exemplo, que a exposição prolongada a tal substância pode gerar resistência bacteriana e alterações hormonais.

No mesmo sentido, o EWG – Environmental Working Group, núcleo americano que realiza pesquisas sobre produtos químicos tóxicos, considera que o Triclosan está ligado a distúrbios da tireóide e males causados ao fígado.

A IMPORTÂNCIA DE LER OS RÓTULOS

Como vimos, muitos dos cosméticos e dos itens de higiene e beleza que usamos rotineiramente podem conter ingredientes cujos benefícios para o organismo são bastante questionáveis. Por isso, é sempre bacana conhecer um pouco mais sobre as polêmicas que envolvem cada substância.

Outra dica legal é procurar por produtos que não façam usam de Parabenos, PEGs e Triclosan em suas fórmulas. Na linha de produtos exclusivos da Farmácias Associadas, por exemplo, você já encontra shampoos livres de parabenos e muitos outros cosméticos que priorizam ingredientes menos agressivos.

Você já prioriza a compra de itens de higiene e beleza de acordo com as substâncias descritas no rótulo? E as substâncias que apresentamos neste post, você já tinha ouvido falar sobre elas? E qual é o produto que você tem mais preocupação com a fórmula na hora da compra? Conta pra gente nos comentários!


* Com informações de G1 e Lookaholic.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s